quinta-feira, 16 de setembro de 2010

the biggest loser




Gosto bastante de ver aquele reality show dos senhores gordos. Aquilo é mesmo a doer: sérios exames médicos, treinadores ultra-exigentes, dieta rigorosa, acompanhamento psicológico, exercício físico exaustivo.
Ah, e depois também há lá aquele treinador; o Bob!
Os concorrentes sofrem as estopinhas, constantemente em cima da passadeira a correr que nem uns desalmados, step acima e step abaixo, abdominais de 180cº, pesos que mais parecem rodas de camião, exercícios de elásticos, enormes bolas de stress. E bufam, e choram, e gritam, e reclamam, e desistem, e recomeçam, e dizem palavrões, e desmaiam...
Ah, e depois também há lá aquele treinador; o Bob!
Aquilo é um programa à americana, eu sei. Está feito para que não despeguemos o olho do ecrã, carregadinho de truques, competição, pequenas traições e manipulações, jogos de bastidores e afins. Mas na verdade é que aquela malta emagrece, mas emagrece a valer. E não são só alguns gramas, são quilos e quilos de banha que se perdem a cada semana. Até fico parva com tanta caloria.
Ah, e depois também há lá aquele treinador; o Bob!
Não é só show televisivo, e isso é o que eu gosto mais de ver no Biggest Loser. Não é só blá-blá de boca, ali vemos os resultados de dia para dia. São-nos mostrados in loco os erros que cometemos todos os dias na alimentação, e como isso pode ser muito facilmente contornado. Revela o que a inércia e o sedentarismo fazem à nossa saúde física e psicológica, e principalmente, prova que a força de vontade leva-nos aonde quisermos. É um programa motivador.
Ah, e depois também há lá aquele treinador; o Bob!
Mesmo depois de expulsos, os concorrentes continuam a perder peso em casa, pois ainda está em jogo um prémio de não sei quantos mil dólares para aquele que, já não estando a disputar a final, continue a ser incentivado e siga com a vida saudável aprendida durante o programa. E contagiam a mulher, o marido, os filhos, os irmãos, os avós, os tios, os primos e a vizinhança toda.
É só saúde.
Ah, e depois também há lá aquele treinador; o Bob!

20 comentários:

Reflexos disse...

...pois o Bob!

salvoconduto disse...

"...passadeira a correr que nem uns desalmados, step acima e step abaixo, abdominais de 180cº, pesos que mais parecem rodas de camião, exercícios de elásticos"? Uff, já fiquei cansado só de ler, não tens por aí uma cerveja fresquinha?

paulofski disse...

Também costumo ver o programa dos gorditos. Valorizo bastante o esforço que despendem sob a instrução tipo militar a que são sujeitos.
Ah, e depois também há lá aquela treinadora; a Jilian!
Peca bastante por ser um programa completamente manipulado, em que as regras são alteradas ao sabor das audiências. É um pouquinho pró lamechas, especialmente quando começa a choradeira (viste ontem os chorões, viste?) e aquele pianinho em fundo a rematar o sentimental é um must. Enfim... mas depois também há lá aquela treinadora; a Jilian!
É realmente um programa motivador, que pode ajudar o povo a alterar mentalidades em relação aos hábitos alimentares, exercício físico e muitos outros aspectos da nossa saúde, tanto a física como a mental.
Ah, e depois também tem aquela treinadora; A Jilian!

Faster, faster, faster...

Rita disse...

Pois é, o Bob :)
Jokas

annie hall disse...

:)

sofia disse...

o bob, ummmmhhhhhh!!!!!!

BlueVelvet disse...

Não tinha ouvido falar neste programa, mas depois da tua descrição não vou deixar de ver.
Primeiro porque tenho uns quilitos a perder, mas sobretudo porque tenho que ver o Bob. Palpita-me que é por isso que vês o programa:)
Veludinhos

Ps: ah, já me esquecia. Abri as janelas para dar ar à casa.

ψ Psimento ψ disse...

Só tenho a dizer que:
"Ah, e depois também há lá aquele treinador; o Bob" e ainda bem, em muitos sentidos :p

Gi disse...

Não sei de quem falas, mas é -com toda a certeza- Bob, o construtor, ou então o Bobcat.

Teresa Fidalgo disse...

... Pois é... e depois também há lá aquele treinador; o Bob... é muito interessante... o programa, claro!

Álex disse...

...parece mais um desses reality shows que... não interessam nem ao menino jesus, mas o tal do Bob... esse é muuuto interessante deveras, concordo plenamente : )

salada religiosa disse...

? pois

annie hall disse...

Já deixei no out resposta ao seu comentário :)

Mike disse...

O Bob... pfff!

Dulce disse...

Diga-me lá uma coisa... Se lá não estivesse aquele treinador, o Bob, minha amiga ainda assim perderia sua horinha vendo aquele "magnífico" reality show? hehehehehe...

Como ando cá com uns bons quilinhos acima do meu peso, acho que vou lá coferir o Bob... ops... o show... rs

Beijo, Patti e um lindo final de semana para você.

APS disse...

|Pois é... são os truques!

Turmalina disse...

Preciso ver se contagio o pessoal aqui de casa...porque é difícil fazer dieta com os almoços na minha mãe, marido gourmet e o apetite voraz de um filho adolescente em fase de crescimento..acho que só chamando o Bob...rss...

Tite disse...

Sigo o programa e aprecio tudo, até o Bob e as suas maravilhosas dicas.
No entanto, custa-me sempre ouvir o meu marido comentar, quando me vê assistir ao programa:
- Como é que consegues assistir a essa Americanice?

Eu deito-lhe a língua de fora e respondo:
- Não vês que tem o Bob? rsrsrs

Pitanga Doce disse...

Sabes que há uns outros exercícios que também dão pra emagrecer e que nem precisamos do Bob? Bem, do Bob, não...

Su disse...

ahaha eu q nao vejo o programa fiquei cheia de vontade de conhecer o Bob! :)