sexta-feira, 24 de agosto de 2012

you've got the look


Do erro em que descambamos quando classificamos com distinta convicção, o interior de alguém que não conhecemos, nunca vimos senão aquela vez, nem sequer trocamos duas palavras, dissemos olá ou apertámos a mão.
E depois é ver, que no excêntrico dos outros se descobre o excepcional de que carece a nossa banalidade.

5 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Olá, minha linda!
Que saudades!
Bem vinda à blogosfera...com ambiguidades ou sem ela! :-))

Abraço

cycle disse...

Complexo, não é?!

luisa disse...

É o preconceito em nós...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Que bom vê-la de volta, Patti! Será que é desta que volta a valer?

salvoconduto disse...

Ora aí está uma reentrada triunfal, eu diria mesmo de socas que à primeira vista juraria que são vermelhas correndo o risco de ser contraditado por quem ali precipitadamente só vê o encarnado. Numa coisa haverá consenso o chapéu vai bem com as socas e as tatuagens são do baril, até Poiret se fosse vivo anuiria com convicção.