segunda-feira, 31 de outubro de 2011

folders


Penso que já se nasce assim. Com a cabeça dividida por sectores. Digo eu. Não sei.
A minha é. Ordenada. Com cores, etiquetas, formatos e texturas. Alguns com post-it para não esquecer. Clips presos, notas de rodapé, sublinhados a encarnado, rasuras violentas, papelinhos agrafados no canto.
Parece um arquivo com muitos ficheiros, daqueles metálicos que tinham umas pastinhas penduradas, que rangiam a cada safanão.
Agora preciso de arranjar um sector "miscelânea".
Atirar lá para dentro, à laia de não te rales, tudo o que já não me apetece, o que não vale a pena, aquilo que não penso perder sequer tempo.

9 comentários:

Pitanga Doce disse...

Patti, essa cabecinha ordenada nunca tive. Talvez porque, na vida, tudo sempre aconteceu ao mesmo tempo. Já o setor de miscelânia, há muito que está cheio e tu vais te espantar ao ver como o teu vai encher assim depressa.

Últimamente nem a minha mesa de trabalho anda com arquivos organizados e tenho que ter post-it para lembrar do post-it. hehe

Bom dia, em segunda-feira chuvosa.

Lucia Luz disse...

Ah minha amiga Patti,

Acho melhor é jogar essa fora!
Esses nem se arquiva...
Beijinhos e ótima semana

Lucia

salvoconduto disse...

Já a minha cabeça tem apenas 3 folders: "assuntos que interessam", "assuntos que não interessam" e "assuntos que não interessam nada a niguém".

Justine disse...

Isso era o chamado "arquivo morto"!!
Mas só assim, organizada, tu consegues dedicar-te a tudo aquilo a que te dedicas:))))
Beijo de até um dia destes...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu já só tenho um folder, onde arquivo o que me interessa. O resto vai para o contentor do lixo.

Zé-Viajante disse...

Há também aquela confusão desordenada, quase um caos...
Mas, se nos mudam as coisas do lugar, (pois sabemos por onde procurar) aí damos em doidos...

paulofski disse...

O meu ficheiro já teve melhores dias. Agora, ao passo que a memória me avisa da falta de espaço, e são muitas vezes, há que fazer uma manutenção mental, mesmo que esteja carregado de preguiça.

Dulce disse...

Miscelânia é o meu nome do meio... e o meu maior desarquivo.

Laura Ferreira disse...

A minha cabeça é um bocado assim.