quarta-feira, 16 de setembro de 2009

aqui pelo meu bairro #2


Há umas semanas que ando a dormir mal. Depois de tomar o meu copo de leite e a bolacha maria, costume a que a minha mãezinha me habituou, adormeço como um passarinho, mas lá pela madrugada acordo afogueada, com os lençóis aos pés da cama, a almofada no chão e toda descabelada. Houve até uma noite, oh valha-me Deus, que despertei com a camisa de noite desabotoada, quase revelando os meus pudores.
Uma pessoa fica assim meio assarapantada com estes sobressaltos nocturnos e não é para menos, pois as novidades não terminam somente nos fanicos, ah pois não.
Então cá vai: ele é o Clooney que me surge no horizonte a servir-me um tofina numa caneca do Bordalo; ele é o Pitt de cabelos ao vento, montado num Mustang gritando na pradaria, anda cá minha poldra, deixa-me pôr-te as rédeas; ele é aquele senhor já de idade, meio careca, que já foi um Bond a oferecer-me um scotch on the rocks no cume das highlands; ele é o Cruise, ai coisa mai linda, com os seus raiban verdes a mostrar-me as potencialidades do F-14, ou 15 ou lá que número tinha a avioneta do rapaz; ele é, vejam bem, aquele mocinho grandalhão que tinha um carro preto que falava com ele e que ultimamente corria pelas praias da América, com uma bóia cor-de-laranja nas mãos e salvava os incautos de afogamentos, lembram-se? Um rapagão de olhos claros, assim corpulento, com uns braços musculados, e umas mãos poderosas, umas pernas torneadas, fazendo-me boca-a-boca o grande calmeirão ... ai nossa Senhora, vou engolir mais umas quantas pedras de gelo.
Bom, adiante. A Lurdinhas
da mercearia disse-me em segredo, que estes sonhos eram próprios da idade e absolutamente normais, para uma pessoa na minha condição de viúva: o meu Alfredo já se foi vai para seis anos; descanse em paz.
Elucidou-me também, que os meus vigores nocturnos tinham até um nome científico; chamavam-se de góticos: sonhos góticos. Que dantes eram só as desavergonhadas e as que não iam à missa que os tinham, mas que agora, segundo ela lera numa revista lá na Zeneide manicure, fizeram-se estudos muito rigorosos que comprovam o contrário: qualquer senhora séria também tem destas coisas; podemos espraiar-nos à vontade, darmos largas à imaginação, estarmos possuídas de emoções marginais e até termos sonhos góticos tal qual os homens, ou lá como é que a Lurdinhas lhes chamou.
Fiquei tão mais leve com a inocência dos meus sintomas, que hoje até fui ao chinês comprar um baibidól mais aliviadinho, daqueles cor-de-rosa porno que eles lá têm com uma etiqueta muito engraçada, que diz em estrangeiro, shake it out baby,
瘋狂瘋狂.

Ass: Amelinha (o meu alter-ego)

31 comentários:

mike disse...

Caramba, ó Amélinha, eu sou um rapaz que aqui vem, mesmo sabendo que fico meio sem jeito para comentar o (bem) que escreve e vai disto arremessa-nos com sonhos góticos tão divinalmente contados? e que comprou um baibidól mais aliviadito e tudo? Que desassossego, moça... :)
(Que post fantástico, Patti... quer dizer, Amélinha).

Patti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patti disse...

Mike:
Ai senhor Miguel, veja lá o que me havia de acontecer... e já picou ali nos caracteres chineses?
Ass: Amélinha

salvoconduto disse...

Nos pulsos! É nos pulsos que se põe o gelo para passar os calores! E vens-me tu mais a Lurdinhas querer-me convencer que a Manuela Ferreira Leite também lhe acontecem essas coisas, que se espraia à vontade, que dá largas à imaginação, que está possuída de emoções marginais e que até tem sonhos góticos tal como os homens! Ó mulher, tu tem tino, eu sei que ela é uma senhora séria, mas não me queres pôr a imaginar a senhora com esses calores todos e ainda por cima possuída! Vai lá vai, onde é que a Zeneide foi desencantar o raio dessa revista?

Patti disse...

Salvo:
Oh senhor conduto, lá vem você com o seu mau feitio dizer da MFL. Não me compare à senhora, que eu sou rapariga bem mais nova, ouviu bem?
Ass: Amélinha

mike disse...

Ó senhora, valhamedeus, crazy já eu estou. Para crazy, crazy pouco falta. ;)

Patti disse...

Mike:
Ai senhor Miguel, estes estrangeiros têm cada coisa... bom, deixa-me lá ir tomar o leite e comer a bolachinha... e depois logo se vê.
Ass: Amélinha

cristina ribeiro disse...

Continue com esses sonhos, Amélinha: é o melhor que lhe posso desejar...

de dentro pra fora.... disse...

olá 帕蒂,
não sabia o nome desses sonhos, mas deve ser mais ao menos isso...coitada da senhora, ainda bem que a amiga a esclareceu (e a mim também...) e acabou com o sofrimento, hoje até vai dormir mais cedo para sonhar á vontade...

Pitanga Doce disse...

E não é que a Amélinha atacou outra vez?

Neste sonho só faltou o Rodrigo Santoro (ator brasileiro pra lá de gostosão que agora está em "Roliudi") e tem out-doors espalhados por aí a dizerem "VOCÊ PODE". Já viste o que é isto dentro do Metrô às seis da tarde, ó Amélinha?

Quanto ao leitinho com biscoitos até pareces a Norminha da novela da SIC, mas ainda bem que és tu quem o bebes já que o teu Alfredo partiu desta pra melhor e já não podes enfeitar-lhe as frontes com os teus sonhos góticos.

Fizeste bem em ir ao chinês comprar um negligê, só não contavas é que ele viesse atrás de ti em forma de quadradinhos.

Boa noite, Amélinha, e bons sonhos.

Rosa dos Ventos disse...

Chamo à menina que me serve a bica cheia todos os dias "Amélia dos olhos doces"...
Hoje vou perguntar-lhe se já comprou o tal de "beibidol", é que anda cá com umas olheiras bem denunciadoras de sonhos góticos como os da tua Amelinha.
Dos meus não falo, sou muito púdica, as minhas camisas de dormir até são de gola alta no Inverno e no Verão têm um decotezinho rente ao pescoço!

Abraço

Gi disse...

And I'm Crazy Crazy about you after all this year and a half.
Estarei a tornar-me gótica ou gaytica?

Nina disse...

Gente!! que interessante, ahahaaha, que sobressaltos sao esses dona Patti? e colocando a culpa na amelinha...mas que amelinha danada hein??? adorei esse teu outro lado :)

Hmmm leitinho com bolachinha maria, vixi como eu gostava :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Amélinha:
Como bem te lembras, fomos apresentados pelo sr. Carlos Mendes que até escreveu uma canção para ti. Fiquei logo a imaginar coisas com aquilo do " não queres e não amas os homens que dormem contigo na cama" e lembro-me de te ter avisado:
"Toma cuidado rapariga, porque em chegando a idade ainda acabas numa loja de chineses a comprar babydolls cor de rosa porno!" Não me deste ouvidos, escarneceste dos meus sentimentos, agora aqui tens a prova de que os meus sentimentos eram sinceros. Eu bem te avisei...

Álex disse...

ai Amélinha que desassossego que p'rai vai! é verdade que até as sra. sérias t~em direito a sentir saudades e falta de ... do marido. Nem lhe passa pela ideia arranjar outro? a sra. ainda é nova, se calhar...

paulofski disse...

Sôdona Amélia, leve esta receita de um soporífero. Tome um com o seu leitinho antes de se deitar. Quanto a esse sonhos nada sei, não a poderei ajudar, mas olhe, já que falou com a D. Lurdinhas, quando a voltar a ver pergunte-lhe se o supositório fez efeito e se não que passe por cá para lhe alterar a medicação!

Luísa disse...

Querida Amelinha, há vários nomes, uns mais técnicos, outros menos, para a «patologia» de que descreve os sintomas. É uma coisa que se trata e recomendo que trate porque os calores nocturnos são ainda mais aborrecidos do que os diurnos. Já os sonhos, góticos ou românticos, são muito saudáveis e libertadores e até há quem diga que sinal de elevado QI. Votos da continuação de «crazy dreams». ;-D

Patti disse...

Menina Cristina:
Ainda bem que me compreende. :)

Menina de Dentro:
Ai a menina também já vai aos chineses?

Menina Pitanga:
Com o Santoro vou sonhar esta noite, depois de experimentar o meu baibidól novo.

Rosinha:
'Tá a precisar de se aliviar um bocadinho, menina. Deixe-se lá de pudicícias e abra o seu coração aos sonhos góticos.

Menina Gi:
Esse termo ainda não conheço, mas vou-me inteirar junto da Lurdinhas.

Menina Nina:
Nada de Patti's, não senhora! O meu nome é Amélinha.

Carlos:
És tu Carlos? Oh homem onde é que te meteste-te estas décadas todas? O que eu esperei por ti desde que embarcas-te para a Patagónia!

Menina Alex:
Ai casar outra vez, acho que não. mas um namorico de vez em quando, porque não? Aliás, pretendentes na minha rua é que não me faltam.

Senhor Paulofski:
Nada disso, rapaz. Eu cá não preciso de medicação nenhuma! Querem lá ver o atrevido?

Menina Luísa:
Pois, tem razão, os calores são muito desagradáveis; uma pessoa até incha, não é?
Quanto aos meus sonhos góticos, ainda bem que a menina me dá o mesmo conselho que a menina Cristina. É sempre bom desabafar e falar com vizinhança tão sabedora.

Patti disse...

Vizinhança:
Ah...Ass: Amélinha, obviamente!

pedro oliveira disse...

Ai Amélinha que com esses suores todos e detapada ainda apanha a gripe, veja lá Mulher;)

Blondewithaphd disse...

Ó gaita, o homem do bólide falante?! Não sei não, mas para essa visitação gótica deve haver uma explicação mais profunda. Freud explica!

Violeta disse...

Patti
essa dos sonhos góticos deixou-me desarmada...
Bjs

Si disse...

Ó Amélinha, filha, daqui fala a Emilinha, rapariga!!!
Anda dar a tua receita à Laurentina!!!!!!

P.S. Que duas, meu Deus, que duas!!!!

Filoxera disse...

Ai, amiga! O teu alter-eg anda tão isnpirado como tu...
E a falar estrangeiro, atã-nã-querem-lá-vêri? C'até é preciso meter tradutor e tudo! Coisa fina...

;-) Adorei!

Cerejinha disse...

Sonhos góticos????
Mas o que é que gótico tem a ver com o GC ou o BP???? God, querem lá ver que nos sonhos aparecem de preto e encarnado e cheios de tatuagens e brincos...perdoem-me, piercings????

Passei para ver a Presidenta e dizer olá. Vejo que continua no seu melhor, este cantinho do blogobairro.

Turmalina disse...

Ah...Amélinha...por serem sonhos próprios da idade já vejo o que me espera, uau!!!
E que concidência...outro dia vi pendurado numa lojinha chinesa por aqui, um baby doll cor de rosa e na etiqueta estava escrito hot, hot...acho que foi um sinal :o)

Justine disse...

Senhora Dona Amélinha(com acento e tudo, pois claro!), o que eu aprendi hoje com a senhora(para além de me ter rido como uma tonta, nem sei porquê, deve ser do nervoso...)
E já agora, uma curiosidade: seguiu o conselho na etiqueta do baibidól? ?

Patti disse...

Senhor Pedro:
Vá de retro, homem!

Menina Blonde:
'Atão o rapaz não era tão jeitoso no tempo do bólide? Com a botinha de tacão alto e tudo e aquele cabelo revolto ao vento?
E esse tal de Freud nunca me apareceu nos sonhos góticos, mas pode ser que um dia surja.

Menina Violeta:
Nunca teve foi? Olhe só lhe digo que lastimo.

Menina Si:
E eu lá sou mulher de dar conselhos a alguém?

Menina Filo:
Pois, ao estrangeiro também achei muita graça. para o que me havia de dar, não é?

Menina Cereja:
Foi a Lurdinhas que me elucidou sobre os sonhos góticos e disse que tinha tudo a ver, quando lhe falei dos calores e dos rapazes da hollywood.

Menina Turmalina:
Olhe se viu um baibidól desses, compre-o! Não hesite.

Menina Justine:
Ainda estou a ver se a Lurdinhas me traduz aquele estrangeiro todo, mas as noites têm corrido benzinho, sim senhora. Obrigada pela preocupação e ainda bem que se divertiu.

Ass: Amélinha

PreDatado disse...

Não voltes à missa, não, mulher de pecado. Olha por estas e por outras é que eu fecho a porta para os sonhos não me invadirem o quarto assim. Imagina se me entra a Eva Lambisgoia ou a sei lá, até mesmo a Maya aquela da revista, pela porta dentro? Não haveria confissão que me valesse.

PAS[Ç]SOS disse...

Pois com sonhos assim até me atrevo a querer ser actor de cinema americano...

O2 disse...

Claro que gostei tanto do ultimo que vim ler este... pois... agora sem vontade nenhuma, vou ver se ainda faço qqcoisa hoje de manhã...

Adorei!

:)