segunda-feira, 28 de setembro de 2009

opressão torácica

foto daqui

A sobranceria deste homem, é assustadora.
Este homem ontem à noite, soltou finalmente a Besta.
O tom eversivo deste homem meteu-me medo.

música de fundo, pesadelo em elm street soundtrack

15 comentários:

Gi disse...

Opressão toráxica, asfixia democrática, arrogância q.b.: eu quero, eu quero, eu quero.

mjf disse...

Olá!
Pois...há situações em que o pior deles vem ao de cima:=(((
Pensa que já tem " tacho" garantido...logo ficou igual aos outros...
Beijocas
Boa semana

Mike disse...

Também acho, Patti. Mas jamais passará de folclore, como diz a Luísa, e bem, no Nocturno.

annie hall disse...

Mete medo sim senhor e acho que quem votou nele , pelo menos uma parte dos tais meio milhão nem sequer leu o programa ou sabe o significado das "teorias" defendidas .Apesar de tantas campanhas , tantos dicursos , tanto programa de televisão com debates , a real mensagem não passa :- termos finalmente um pais que esteja realmente com um nivel de vida Europeu.
Patti , quanto ao seu comentario deixado na "cronica do rochedo" eu não sei colocar em escrita tantas experiências de vida e são muitas pois sempre vivi muito atenta e procurei tirar sempre o melhor de cada .Outsider foi escolhido porque realmente , no bom sentido, acho que vivo de "fora" e vou observando divirtida a vida que passa.É tambem por isso que gosto tanto dos seus escritos , uma fabulosa capacidade de observar que depois nos oferece .:)

CPrice disse...

Patti como é que se acredita, é a grande questão que gostaria de ver respondida. Como .. ? .. se lhe derem rédea.

__

Boa semana *

paulofski disse...

E o tom convencido também!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pessoalmente, não tenho medo de mantas de retalhos. Nem de balões que enchem para se esvaziarem ao primeiro contratempo.

Rosa dos Ventos disse...

Quem votou nele para penalizar o PS não fez grande opção, só que "o Povo é quem mais ordena" e é assim a democracia.
Vota-se em consciência e cada um sabe de si!

Abraço

Luísa disse...

Mas levou uma grande bofetada da direita que mais abomina, Patti. De resto, a minha convicção de sempre é que o BE está para o temperamento português como o Partido Radical da Cicciolina está para o italiano. São, como diz o Carlos, balões que dão colorido e animação à cena política, mas que se esvaziariam completamente se chegassem ao poder. Veja-se o caso do «Zé que fazia falta».
P.S.: Convém, em todo o caso, nunca lhes dar demasiada confiança. ;-)

fugidia disse...

Ainda não se soltou a Besta, Patti.
Apenas se revelaram mais espontaneamente "tiques" já conhecidos e que, com um outro estilo, se manifestam tb no PM: de arrogância intelectual.

Justine disse...

Não vale a pena assustares-te...aquilo passa-lhe não tarda nada!

cristina ribeiro disse...

A cara com que ficou era a de alguém que não ia poder conciliar o sono :); é nisto que dá alimentar sonhos megalómanos...

BlueVelvet disse...

É um problema de ERRES!
Mas passa-lhe.

Álex disse...

agora, já fora de data e ...saliendome por los cerros de Úbeda... até tou pasma que não conhecía o adjectivo «eversivo», só "subversivo", mas como eu adoro palavras e aprender novas, fixe!

Tite disse...

E não é que eu também tive medo dele!?!?!?