quarta-feira, 28 de outubro de 2009

aqui pelo meu bairro #5


Isto agora do meu Benfica golear tudo e todos, até aborrece, não é? Eu já nasci benfiquista, o meu pai era, o meu avô era e até o meu bisavô já seria. Também, que outra alternativa havia? Aqui no meu bairro só um ou outro foge à regra, com a mania que é visconde ou então para ser do contra, vota azul.
Não me venham cá com coisas, mas o futebol é do povo e o povo é do Benfica, caramba! Na minha rua, do lindo bairro Estrela D'ouro, somos só gente humilde, gente modesta, do tempo do omo lava mais branco e do juá, da medicinal couto e da binaca, da mini, das gasosas e dos pirolitos, do romance do tide na telefonia, da farinha amparo e do grandella.
Do pé direito do nosso pantera negra.
Pois como eu ia dizendo, esta coisa de muito golo, muito golo, muito golo é uma grande alegria, mas até me faz impressão. Uns dizem que é por agora termos um treinador ressuscitado, mas de quem eu gostava mesmo muito, era do Dom Quique. Ai minha Santa Teresa de Ávila, meu Santo Ildefonso de Toledo, meu São Diogo de Alcalá, aqueles olhos verdes, o cabelo azeitona, a pele morena, aquele ar de quem pega de caras, mãos fortes de matador sangrento, ai olé touro, olé e valham-me as castanholas e o meu leque para os calores.
Bom, mas isto dos golos, cá para mim são aqueles senhores do estrangeiro, os fifas, que mandam nestas coisas da bola, que fizeram algumas alterações e toca de mandarem alargar as balizas.
Eles é que têm essas manias esquisitas, de se porem com novidades no futebol, não é? O meu Alfredo dizia que era para ver se intelectualizavam as massas.
Por exemplo, agora os rapazes se despirem as camisolas para festejarem um golo, levam logo com o cartão. Está mal, ora bolas. Então isso faz-se? A rapaziada precisa de se libertar.
No meu tempo era uma satisfação, a gente a admirar aqueles corpos transpirados e másculos, cabeludos como o diabo gosta, vigorosos, enérgicos, robustos e - ai que me sobem os vigores - assim todos jeitosos de peitaça ao sol e à chuva, como o Zé Augusto, o Costa Pereira, o Águas, o Coluna, e porque não o Chalana, o Alves, o Toni, o Bento...
aquelas bigodaças farfalhudas, os cabelos compridos, as pernas peludas...
Agora é tudo muito penteadinho, muito brinquinho, muita badoletezinha, muito fiozinho, muita pulseirinha, muita trancinha, muito magrinho, muito justinho, muito rapadinho.
Ai que rapazes tão jeitosos, eram os jogadores da bola o meu Benfica de antigamente.

Ass: Amelinha (o meu alter-ego)

25 comentários:

Mike disse...

Amélinha, a menina tinha que ter algum defeito. Bom, é um defeitozinho... nada que possa ensombrar nenhuma das suas (tantas) virtudes. ;)

fugidia disse...

Aiiii amélinha, o quique..........
Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, o quiiiiiiqueeeeeee!

(e sim, benfica até debaixo de água; e se falam mal do clube campeão, é só de inveja, é só de mágoa :-p)

(p. s. só não percebo porque razão os que mais amo são do sporting :-( )

Turmalina disse...

hahahaha....Amélinha querida....adorei o muito "magrinho" :o)
Bjos

Pitanga Doce disse...

Ai, eu sabia que pra gostar de tantos bigodes farfalhudos só podia ser coisa da Amelinha. Olha, o Quique agora talvez tenha tempo de ir ao barbeiro, que tratava muito mal daquele cabelo!

boa noite Amelinha

salvoconduto disse...

Só podia, a Amélinha tinha que ser lampeona, ingnorante, tadinha não sabia ou pior, se faz que não sabe, que antes desses que cita apareceram e dominaram os relvados os eternos "cinco violinos". Aquilo sim era outra música. Agora esta onda que para aí anda faz lembrar aqueles desgraçados do bodyboard que quando julgam que vão cavalgá-la já ela se esfumou e morreu na praia...

Gi disse...

Parece que se chamam retrosexuais, ó lá uquié!
Mas dantes eles podiam despir a camisola sabes proquê? Sabes? Sabes? Porque a vestiam!
Agora para sabermos que estão a vestir a camisola ... só mesmo com ela vestida mesmo!
Também deviam usar calças compridas para não ver aqueles desenhos que têm nas pernas a fingir que são pelos, axo!


PS.: Ai que bom poder escrever nestes post erros. Ai é tão bom! Ai é tão bão!

Rita disse...

Ó querida Amélinha, o Quique era mesmo um bálsamo para a vista mas não havia golos, será melhor deixarmos lá estar o menino Jesus que está a fazer um melhor trabalho...
Jokas

CNS disse...

Mesmo sendo sportinguista, mais uma vez saio daqui em real boa disposição, Amélinha. :))

Si disse...

Amélinhaaa, filha!!
Não podes, tu não podes andar a pensar nestas coisas mulher!
E muito menos no Benfica, criatura, que esses são piores que os ermoflogistas, a gente pensa que é uma coisa e no fim sai outra, que é como quem diz, julga-se que vão ganhar o campeonato e no fim, vai-se a ver é bufa, ou blufa, ou lá como é que se diz, comidinhos de cebolada pelos bravos azulinhos, ora pois!
Tem tino, mulher, tu tem-me tino, e depois não queres ter insónias, tsk, tsk, tsk....

paulofski disse...

Ahhh... como gosto ser azul, ser do contra! Sôdona Amélinha, deixe-me que lhe diga, não tenho peneiras de admitir que ando um poucochinho chateado com isso. Agora não dá para gozar com os "bons chefes de família". E é bem feito para mim por estar tão mal habituado a champions leagues, intercontinentais, pentas, tetras, que isto de campeões é só para alguns.

Veroca disse...

Vejo que Amelinha já está melhor das saudades que sentia do marido, mas ainda um tantinho melancólica e saudosista hehehe. Beijo meu, Veroca

Dulce disse...

Adorei a Amelinha, esse seu alter-ego meio maluquete, mas cheinho de vida... Diz coisas que a maior parte das mulheres pensa, mas poucas tem a coragem de dizer... rs...
Maravilhosa crônica, Patti.
beijinhos

papoila disse...

Amélinha,
O QUIQUE deixou muita saudade....

Divertido este post.
xx

Luis Eme disse...

Amelinha,

além do texto, também gostei da tua escolha musical.

de dentro pra fora.... disse...

Bibó Benfica carágo!!
Lembro-me de ver o Álvaro a fugir em pelota(deve ter sido por isso que me ficou o nome na memória, eheh) pelo campo fora,tal era a euforia dos festejos, era eu uma "chavalita"

Bons tempos...

f@ disse...

Patty,

... ai que riso...

não percebo nada de bola mas tb sou do Benfica...

.. mas bigodes farfalhudos isso é que não...

só teu este texto genial...

!nfinito beijinho

Filoxera disse...

As tuas crónicas sociais são o máximo!
Parabéns!

pedro oliveira disse...

Será que a Amelinha conheceu os Briosos da Académica dos anos 60 e 70? è que alguns deles foram para o seu benfas na altura.
bjs
bom fds

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ó Amelinha, não te entusiasmes muito que isso passa. Refiro-me às goleadas, não aos calores... para esses, recomendo-te que passes a ver os jogos do A. Madrid, onde o Quique agora está.
Não tens dinheiro para pagar a Sport TV? Não faz, mal, miúda, vai ver os jogos ao café e pode ser que encontres por lá uns Quiques a falar ucraniano.
O importante é que mudes de clube, rapariga, porque essa coisa de ser benfiquista não faz nada bem à saúde. Que o diga a minha prima Germilda, tadinha, que há cinco anos anda a apanhar porrada do marido- um empedernido lampião- quase todos os domingos ( e às vezes a meio da semana, quando o Benfica joga nas competições europeias).
Agora que o Benfica dá goleadas a minha prima anda com melhores cores, pois só levou porrada quando o Benfas foi à Grecia e perdeu, mas ao domingo, só sossega quando o Benfica marca o segundo golo. A partir daí começa a festejar com o marido por cada golo e quando chega o fim do jogo já estão os dois com os copos, a ressonar um para cada lado. Agora, sim, a minha prima diz que é uma mulher feliz e tem um santo home lá em casa!
Viva o Benfica

Rosa dos Ventos disse...

Esta Amelinha é um tratado de filosofia ambulante, dançante como as papoilas ou os papoilas a saltar pelos campos verdejantes!
Concordo!
Ela tinha que ter um defeito! :-))

Abraço

Pitanga Doce disse...

Vim aqui ver se havia algum "vírus" e coisa e tal mas ainda é o Quiques quem está na berlinda! Ainda sem o fosse o Mouuurinho! hehehe

CPrice disse...

.. tenho história para te contar com essa do "rapadinho" Amelinha ;) coisinha mais ridicularzinha não podia ser (risos) ;)
_

Patti .. sou verdinha eu, mas vou daqui com menos duas gargalhadas!

Beijito de bom fim-de-semana **

Justine disse...

Eu odeio futebol, sou totalmente analfabeta nesses assuntos, mas não é que adorei a sua crónica, Dona Amélinha? É que está mesmo muito bem escrita, e fala da "coisa" de uma maneira que me tocou...
Pois muito bom fim de semana para a senhora, e obrigada:))

Luísa disse...

Que já não se fazem como antigamente – os homens, quero dizer - é uma grande verdade, Amelinha. Quanto ao resto, muito golos, muitos golos, são fogachos, querida vizinha... lamento informar. ;-D

Pitanga Doce disse...

DE DENTRO PRA FORA Benfiquista?? Traição!!!!!!! Ó Si, CBO andem ver isto!!!!!!!!!!!!!!