quinta-feira, 26 de novembro de 2009

meu o início, vosso o final #1

Congelo sempre mirtilos no inverno. Só assim posso utilizá-los durante todo o ano em marmelada, sumos e bolos. Quando eu era criança, o meu avô contou-me numa das suas muito fantasiosas histórias, que existia um reino de princesas do gelo, exímias amazonas e caçadoras nocturnas, com uma visão apuradíssima, devido aos vinhos tingidos com mirtilo.
Caçavam pirilampos incandescentes, pó incendiado e desperdiçado nas caudas das estrelas cadentes e velas voadoras, para iluminarem o seu reino nos invernos sombrios das montanhas onde vivam.
Um dia, encontraram um mirtilo descolorado. Muito infeliz e sozinho, esmagado numa bola de neve. Olharam para ele com espanto e...

...e agora, caros leitores do meu blogobairro, continuam vocês a história. Aqui ou no vosso blog.

26 comentários:

Isabel Mota disse...

Olá Patti

Grande desafio! Dar continuidade a letras tão carregadas de magia... vou pensar e tentar... beijinhos e até já!
isabel

Luísa disse...

Quanto tempo nos dá para a apresentação do «trabalho», Patti? ;-D

Patti disse...

Luísa: :))))))) ilimitado.

bacouca disse...

...pegaram nesse pobre e esquecido mirtilo e colocaram-no no seu palácio feito de estrelas cintilantes e deitaram-no num manto de musgo. O calor irradiado pelos pirilampos, pelas fadas e pelas velas, suave e lentamente ia derretendo a bola de neve. Iam observando como o mirtilo poderia reagir e trocando opiniões num susurro suave mas preocupado, não tiveram a noção que o bafo que saia das suas bocas também tornava mais quente e harmonioso o ambiente. Até o próprio musgo teve o cuidado de absorver, por meios mágicos, a água que formava aquela bola: uma bola linda de tão branca que era com o contraste do mirtilo mas que, no fundo, poderia ser a causa do seu desaparecimento.
O tempo foi passando mas não contado e de repente...o mirtilo começou a despertar, a tomar o seu aspecto redondo e colorido: todos juntos e unidos tinham conseguido salvar um único mirtilo! Único mas tão importante para o equilibrio de todos.

de dentro pra fora.... disse...

Grande desafio...dar continuidade as tuas palavras não é fácil, vou ver se arranjo um bocadinho de tempo(que me tem andado escasso)e inspiração para tentar algumas linhas...

Si disse...

Lá vou eu para o mundo das Fadas outra vez!!!!
E o que eu gosto dele....

BlueVelvet disse...

Lindo!
Dou-lhe seguimento no meu blog.

Violeta disse...

Este eu vou responder, não hoje, mas vou fazê-lo.
Bjs

Dulce disse...

Patti
Hoje tomo a liberdade de falar do Ares lá no Em Prosa e Verso, usando uma das lindas imagens que costumam ilustrar seus ótimos textos.
Espero que não se importe.
Beijos

Laura disse...

Vais-me deixar hoje a sonhar com mirtilos de noite!

Pitanga Doce disse...

Ó Patti estou começando a ficar preocupada, filha. Aqui já houve assédio a uma laranja seguido do seu assassinato, agora me aparece um mirtilo descolorado e esmagado?
Essas notícias não se dão assim sem um aviso, menina!

Ah, deixa que te dê um aviso. Não voltes ao Em Prosa e Verso, por favor. hhehehe

Gi disse...

... ele contou-lhes que ao ter caído na neve, tinha sido o único que escapara com vida, à fúria assassina dos monstros de fogo que, resolveram confrontar as Princesas de Gelo e devastar todos os mirtilos que encontrassem pelo caminho.
Uma delas pegou nele e meteu-o no seu seio para que se aquecesse, levando-o para o palácio onde ele, agradecido, pediu que o pusessem no Jardim.
Este mirtilo multiplicou-se e muitos rebentos nasceram, sendo para sempre protegidos e perdurando até aos dias hoje, para gaúdio de todos os príncipes e princesas deste Mundo.

de dentro pra fora.... disse...

Desafio cumprido lá...tomei a "liberdade" de levar a imagem espero que não te importes :)

pedro oliveira disse...

PresidentA, esse é um desafio com bastante responsabilidae, ainda para mais para quem gosta tanto de mirtilos.
Depois de ver o "quebra nozes", ontem, interpretado de forma superior pelo bailado clássico de Moscovo, diria que o mirtilo ficaria muito guardado no lindo vestido da bela bailarina que arrancou 12 minutos de aplausos no final.

annie hall disse...

....e hoje enquanto os amores-perfeitos aproveitavam uns raios de Sol, viram voando umas fadinhas que os salpicavam de pó de ouro. As fadas perguntaram ao jasmim e às azáleas onde poderiam guardar um mirtilo cheio de frio.
"Aqui não que os melros gostam muito de bagas especialmente de mirtilo....." Vão voando ali mais para o Sul de onde vem calor e nunca faz vento."
E as fadinhas agradeceram muito e lá se foram voando para Sul deixando uma nuvem de pó dourado que cobriu os amores-perfeitos que querem saber se elas já chegaram ao sul, se o mirtilo já está quentinho e contente e se conta que aventura lhe aconteceu para aparecer assim sozinho e esmagado numa bola de neve.

paulofski disse...

Sim, tentarei pelo menos dar continuidade a tão doce inicio.

Justine disse...

O teu belo e onírico texto devia transportar-me sem dificuldade para o país-do-faz-de-conta. Mas não é que neste momento só penso em coisas pragmáticas, tais como fazer as malas para voar ao encontro de um país com calor e mar azul???
Beijo de bom domingo:))

cristina ribeiro disse...

... e pegaram nele com mil cuidados, evidente que era a sua fragilidade. Apalparam-lhe o pulso e concluíram que tinham de agir rápido, pensando num primeiro momento que tinham encontrado o que lhes faltava para o doce que ficara no castelo à espera do último ingrediente, que não sabiam ainda qual era.
Chegadas ao local, trataram de o aquecer, e, aos poucos o mirtilho foi ganhando uma cor invejável. Mas, à medida que iam falando com ele, na tentativa de o reanimar, foram-se-lhe afeiçoando, até não pensarem nele como um simples fruto que ia enriquecer o seu doce. Tinham sido cativadas como o principezinho pela raposa, daquela história que a mãe rainha lhes contara quando eram crianças.

Luísa disse...

TPC entregue, Senhora Presidenta. :-D

Andreia disse...

Amanhã continuarei no meu blog! :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Depois de fazer as visitas ao blogobairro, vou tentar dar seguimento.

continuando assim... disse...

vou dar seguimento lá no continuando assim... :) que escelente ideia a tua :)

bj
teresa

Filoxera disse...

Bem, vamos por partes:
Adorei a imagem. Típica de conto de fadas, com uma magia inerente muito infantil.
O conto, estava a degustá-lo com todo o deleite quando...
...acabou!
Ou melhor: cabe-nos a nós continuá-lo. Dormirei sobre ele, pode ser que a criatividade não fique a tantos anos-luz como o tua e a da Gi.
beijos.

Rosa dos Ventos disse...

Imagina que a única ideia que me surgiu era de continuar a história com um mirtilo albino!
Que ideia mais parva numa época pré-natalícia, toda cheia de fadas, luzes, bolas coloridas, laços...
Um mirtilo albino!!!
E o que é que eu iria fazer com um mirtilo albino que nem sequer podia gozar uns raiozinhos de sol de inverno?
Ainda bem que surgiram "suites" bem encantatórias! :-))

Abraço

GJ disse...

Já está.;)

ematejoca disse...

Tenho estado aqui deliciada a ler as tuas crónicas, minha cara Patti.
Vou começar aqui a comentar:
Também eu quis dar seguimento a esta história, que a li já há bastante tempo; porém ao ler o lindo final no blogue da Blue, perdi logo a coragem de escrever fosse o que fosse.

PS: Ainda não há neve em D´dorf. As fotografias no "ematejoca azul" são do ano passado.