quarta-feira, 19 de março de 2008

tri-post do dia do pai




Olá pai.

Lembras-te . . .

. . . quando brincávamos aos chás com o meu serviço miniatura de porcelana?

. . . quando te fazia jantarinhos fingidos com as mini panelinhas de alumínio, iguais às da mãe?

. . . e quando brincávamos aos escritórios e te gastava todas as folhas, para escrever na tua velha máquina “azert”?

. . . quando me escondia no roupeiro gigante, enquanto fazias a barba, com aquele pincel grande, para depois fingires que não sabias onde eu estava?

. . . das tuas horríveis sopas da Knorr, cheias de grumos, dos bifes salgados e dos ovos estrelados cheios de clara crua, que fazias quando a mãe foi operada?

. . . e de como eu ficava feliz, quando desistias de cozinhar e íamos jantar ao restaurante?

Eu lembro-me, pai.

Sempre!

Feliz dia pai.

. . . e como há pais que foram levados para o céu, antes do tempo, para embalarem anjos querubins . . .

de Eva

barco de ulisses

Quando li o texto de hoje de manhã, fiquei com sorriso na cara mas ao mesmo tempo comovida.

Não pude deixar de me lembrar também do meu pai, das histórias fascinantes que me contava, aos domingos de manhã, quando fugia para o aconchego da sua cama.


Aí as aventuras começavam normalmente em barcos gigantescos, com tempestades à mistura e gigantes pelo meio. Havia uma figura que me acompanhava sempre nas minhas odisseias, era o Ulisses.

Obrigada!

Hoje, fizeste-me recordar esses bocadinhos da minha vida, tão bem guardados no meu coração.

Só que na minha história, tal como na minha vida o meu Herói era e é, o meu Pai.

de cláudia e paula

passeios por Setúbal


Querido Pai,

Apesar de Deus ter querido que partisses deste mundo tão cedo e com tanto que viver ainda, estaremos eternamente agradecidas por te ter feito nosso Pai e de contigo termos vivido tão bons e inesquecíveis momentos; que bom foi rir contigo, que bom foi chorar contigo . . .

. . . e tanto a rir como a chorar, tu estavas aí, ao nosso lado.

Papá, apesar de nos sentirmos tristes vamos olhar para o lado e sorrir, porque sabemos que és tu, quem vai ao nosso lado!

8 comentários:

O Pinoka disse...

È tão bom ser pai…

Bjs

claudia disse...

Obrigada Patti por te lembrares de nós neste dia tao Especial e cheio de recordaçoes. A foto foi muito bem conseguida e a verdade é que as lágrimas saltaram pela emoçao...
Querida amiga, um conselho: aproveita ao máximo todos os minutos que estás com o teu Pai, pq as recordaçoes fazem sentir-nos bem, fazem sentir-nos mais perto,mas o calor de um abraço,de um beijo, isso nao volta mais. bjos

Ev@ disse...

Obrigada por este espaço no teu blog. Não tenho palavras. Tenho muitas saudades do meu Pai, mas com a tua ajuda, consegui tornar este dia especial outra vez.

LeniB disse...

Um bj para ti, Eva.

Anónimo disse...

Que saudades tenho dele.

Todos os dias me lembro.


D.

egodependente disse...

:))

Tão doce....

paula disse...

mana,o papá para nós foi e será sempre o nosso anjo da guarda.guardamos belas recordações e sofremos por não estares cá.ACREDITO que nos iremos encontrar!obrigada pelo teu bog,patti

Anónimo disse...

Como não tenho blog, vou aproveitar o teu.
Feliz dia PAI, trocava o boa parte da minha vida para te ter perto de mim, foste quando me fazias mais falta.
Obrigado pelo espaço Patty, e pela deixa.