sexta-feira, 15 de agosto de 2008

companheiros de férias

foto do blog pequenos nadas, aqui

Este ano, escolhi para férias, três dos não sei quantos livros que ainda tenho por ler. Compro com frequência e vou lendo conforme o meu estado de espírito.

Mesmo na véspera de partir, comprei mais cinco e não satisfeita, ainda inventei por lá, mais outros sete. Ao todo, quinze livros, para três semanas. Li doze, nesse tempo. Sobraram três, que entretanto já li e agora vou à segunda leva de compras.

Parece muito, mas não é. Lê-se nas calmas e em todo o lado. Na praia, na esplanada, na varanda, na hora do descanso, enquanto não vem a salada, durante uma caipirinha ou na espera que o jarro da sangria termine e à noite, no bar da marina com música de fundo.


Só me permito dedicar a este prazer e desta forma quase contínua, nas férias.

Durante o resto do ano, é impossível. Só consigo ler de noite antes de dormir. E isso é sempre. Não falho.

Para uns, férias são praia, noitadas, gelados, passeios, trabalho, viagens. Para mim também, mas essencialmente, as minhas férias, têm o sabor de livros. E quem gostar de ler como eu, sabe do que estou a falar.

Aliás, as editoras há muito que descobriram a mina. Além da época do Natal, é durante o período de férias de Verão que se gasta mais dinheiro em livros. Até as capas são estudadas e pensadas para apelar à compra.

Sobretudo daqueles que não têm o hábito de ler.

Dos que compram por impulso.

Como se o livro fosse um gelado colorido ou uma barata t-shirt da Berskha.


Não é.

"Os livros são espelhos: só se vê neles o que a pessoa tem dentro."


Carlos Ruiz Zafón

19 comentários:

blueminerva disse...

Revejo-me no que aqui foi escrito. É nas férias que habitualmente ponho em dia a leitura. Gosto muito de ler na praia e como em época de férias há sempre tempos mortos e nada como ler um bom livro.

abraços

sonia disse...

Se eu um dia fosse presa pediria livros e acredito que quase não veria o tempo passar atrás das grades...

O2 disse...

Eu gosto de ler, mas tenho fases, ás vezes leio muito, ás vezes não leio nada, quando leio tb vario mto na escolha, ás vezes estou numa de estudo fico-me por livros técnicos apenas, n abdico das minhas revistas, as vezes jornais, ás vezes romances, ás vezes policiais, nada como um livro... só não sei como passas tanto tempo a ler nas férias, não sei, não sei, mas pronto concordo que realmente hoje o marketing em volta de alguns livros e editoras chega a beirar o excessivamente comercial, alias, eu já cheguei mesmo a reflectir sobre isso, desconfio que temos escritores que devem só assinar os livros, devem ter uma equipe de pessoas a escreve-los aos molhos... enfim, ok, isto é giro, desde que as pessos leiam já n é mau... beijo!

mariam disse...

revejo-me parcialmente no seu post, lei bastante em férias (não tanto como a Patti), no resto do ano, tem épocas, ou ando numa "fúria" de leituras ou num completo abandono,
depende e muito do meu "estar"...de revistas, sou fiel à leitura de 2 mensais...
Também compro um livro por impulso, (ex:ir de propósito ao Algarve ver o tal concerto, faltar uma hora para o dito, entrar com os filhotes no C.Comercial de Portimão, ir ao WC, beber um café, entrar numa livraria e comprar 3 livros, um p'ra cada, assim, do nada!) enfim... coisas

deixo-lhe um abraço e "até logo"

o meu "dolce fare niente" começa hoje ~~~~

um grande sorriso :)

LeniB disse...

Por acaso ando a ler menos nestas férias!! E, para variar, leio 2 ou 3 ao mesmo tempo!!
Que leste?

JC disse...

É a primeira vez que venho ao seu blog.
Também eu leio, mas faço-o durante todo o ano. Talvez um pouco mais nas férias.No entanto, a minha leitura vai dos jornais diários e semanários,revistas, passando pelos livros técnicos, romance,policial ou história. Depende do meu estado de espírito e, ao contrário de algumas pessoas nunca lê-o mais que um livro ao mesmo tempo.
Gostei do blog. Vou oltar.

BlueVelvet disse...

Também sou como tu. Tenho até a mania de ler mais que um ao mesmo tempo.
E adoro o Zafón: acabei de ler um livro dele há pouco tempo: A Sombra do Vento.
Fiquei foi com pena de não pores a lista dos livros.
Só pões os crepes né?:)))
Beijinhos

annie hall disse...

Eu não leio, ouço ler :))) o ano todo .
O meu amigo woody adormecia ,mas eu gosto tanto ...tanto
Athilla

Patti disse...

Lena:
Já para não falar, que como tu, também leio vários ao mesmo tempo. E confusão não é nenhuma, como tu tão bem sabes. Depois dou-te os nomes.

Bluminerva e JC:
Bem vindos ao Ares.

Jotabê disse...

É a natureza humana afuncionar.

Vocês mulheres, conseguem fazer várias coisas ao mesmo tempo, e o mais extraordinário disso, é que as conseguem fazer bem. Nós os gajos, também fazemos coisas bem, mas tem de ser uma de cada vez.

Eu também gosto muito de ler, mas tenho de reunir as condições perfeitas para o fazer. Ler da forma que relatas era totalmente impossível, para mim. Então a quantidade de livros, é qualquer coisa que me deixa pasmado

Depois há outra coisa, mais pessoal, tenho até a impressão que se passa só comigo.

Eu não consigo começar a ler um novo livro, logo após ter terminado o anterior. Tenho de ter um tempo, às vezes chegam a ser semanas, para digamos digerir o livro que acabei de ler. Chego inclusive, a reler algumas partes.

Só por duas vezes me detive a pensar nas deste facto, e duas vezes porquê, porque nas duas, a imagem que me ficou não augurou muito a meu favor. Da primeira fiquei a pensar se não seria de compreensão lenta, a segunda foi um bocadinho pior ficou-me a imagem duma espécie de ‘ruminante literário’

Como as conclusões estavam a piorar, para mim, desisti de pensar nisso e aceitei o facto com tranquilidade.

E apesar de não ter sido necessária terapia de grupo, consigo aqui ao vivo e à viva voz admitir que a minha média de leitura, são uns miseráveis 3,75 livros por ano, e vá lá umas consultas a alguns livros técnicos da minha áreaprofissional

Ok, é uma vergonha eu sei, também sinto-me rendido para não dizer esmagado, à realidade de me estar relacionar, ainda que de forma virtual, a uma autêntica profissional da leitura, (quinze livros em 3 semanas), é obra, dá quase uma página lida a cada respiração.

Parabéns, (livra, estou mesmo impressionado)

:|

:)

joca

Patti disse...

Jotabê:
Isso do fazermos várias coisas (muitas) ao mesmo tempo é verdade. A nossa atenção não se dispersa de uma coisa para a outra. E se tiver de parar um livro para ir ao supermercado ou para conversar com a minha filha, retomo-o rapidamente, no ponto onde o deixei.

A leitura é um exercício que se pratica ao longo da vida. Quanto mais lês, mais queres ler e mais rápido o fazes. Salvo alguns livros, que tens mesmo de ler com calma, porque são "escritos devagar". Estou a ler um desses agora. Uma página demora-me muito.

O que li, não foi nada de extraordinário e há muito mais gente que o faz, é mais normal do que possas pensar. Só que eu nas minhas férias faço questão disso mesmo.

Também é sabido, pelo menos em Portugal e não só, que as mulheres lêem muito mais que os homens. No meu caso, da minha irmã e de muitas amigas minhas, vem do tempo em que com 12/13/14/15 anos começamos a devorar os livros da Enid Blyton: os cinco, os sete, o mistério, as gémeas no colégio de Sta. Clara, o colégio das 4 torres. E o maior desejo era acabar rapidamente para passarmos para o seguinte. E depois vieram outras colecções e por ai afora.
Para mim é tudo muito natural.

Não te envergonhes com nada, se calhar lês mais que muitos homens que conheço.
Se quiseres alguma dica, é dó dizeres o tema e o género que eu dou-te. Já fiz várias listas para muitos amigos bloggers.

E com o teu problema com as prateleiras, já viste se tivesses de arrumar tantos livros como eu?

salvoconduto disse...

De noite pego todos os dias num livro, mal o leio, mas ouço-o quando se despega da minha mão e bate no chão. Pestanejo, apago a luz e viro-me para o outro lado.

Não se preocupem que de dia não é assim.

Vekiki disse...

Eh eh eh! Conseguiste ganhar-me nas leituras estas férias :-), mas sabes porquê? Porque vi aqui no teu blog a capa do livro extraordinário que me tem acompanhado e tive que o comprar! Só que este livro, para além de maravilhoso (eu tenho achado!), não é um livro de leitura fácil e tem 800 e muitas páginas. Requer atenção. Mesmo assim, estou a cento e poucas do final...
Todos os outros que trouxe comigo, continuam à espera de vez. Quanto a ler mais do que um ao mesmo tempo, já o fiz. Actualmente não faço. Pego num e dedico-me a ele de alma e coração. Quanto ao acto/vício de ler, acompanha-me desde que comecei a ler, deitada no chão com o meu Avô, o Diário de Notícias. Se eu tivesse mais tempo para mim, viveria a ler!
Amo ler.
Amo livros!

Patti disse...

Vera:
Já falámos sobre esse livro:o eterno Shantaran! Que tanto bem dele falaram e eu o comprei.

Não me agarrou, prendeu-me quase nada, ou a altura não foi a ideal, ou só eu que não sirvo para ele. Logo eu, que adoro um bom calhamaço!

Continua na minha mesa de cabeceira, à espera que eu o retome. Mais tarde.

Rosa dos Ventos disse...

Ando sempre com três a quatro livros entre mãos.
Estas férias consegui chegar a zero, no entanto já recomecei com dois.
Também adoro ler como tu.
Boas leituras.

Abraço

Alecrim disse...

Essa última frase é muito acertada... nunca tinha ouvido.

SONY disse...

engraçado que também tenho sempre livros em casa, livros que compro e depois quando tenho tempo lá vou ao armario e leio. Quando vejo que não é bem aquele que me apetece ler naquele momento, vou procurar outro...tenho sempre livros inacabados :-)

concordo perfeitamente com a frase: quem não percebe o que está a ler é porque não o sente!

Não basta estar atento e ler desalmadamente e dizer que gosta de ler, tem que se saber é se percebeu o que leu! Se sentiu o que leu! Se aprendeu algo com o que leu!

Um beijo,
Sony

1/4 de Fada disse...

Eu tenho lido tanto nestas férias que ando com problemas de secura nos olhos, à conta de ser parva e não tirar as lentes de contacto senão para dormir. E leio imenso também durante o ano, não sei viver sem ler... o meu grande drama é onde guardar tanto livro!

f@ disse...

Deste-lhe bem Patti… linda menina
Houve uma altura que eu conhecias um pouco da personalidade das pessoas a partir dos livros que liam…
Para mim a capa e as ilustrações tb são importantes… há livros cuja capa fala por si… e outros em que as ilustrações são parte das palavras…
Há também t-shirts da Berskha bem giras…isto já para não falar que há pessoas que não têm possibilidade de comprar outras…
Mas com os livros felizmente isso não se verifica pois há bibliotecas com obras tão boas e actualizadas … que só quem não tem vontade é que não lê…
Eu como ando nas nuvens não consigo ler tanto...
Beijinhos das nuvens