sexta-feira, 8 de agosto de 2008

o dia do mar

fotos minhas, mais aqui

picar nas fotos para ver em tamanho natural

Foi a primeira vez que vi um espectáculo assim. E, provavelmente, vai ser a única, de tão especial que foi.

Dezenas de gaivotas, escolheram a 'minha' praia, a 'minha' Meia Praia, para o banquete dos banquetes. Velhas, novas e crias cinzentas, algumas ainda com restos de penugem, nos seus primeiros voos.


Enquanto umas descansavam ao sol, na areia seca e em silêncio, as outras voavam sem parar e mergulhavam o corpo quase todo na espuma branca da rebentação.


Cardumes de gordas tainhas foram completamente aniquilados, por bandos de gaivotas experientes, que segredavam estratégias de mergulho entre elas. Mas rapidamente, entravam em luta acesa, com aquela que teve a sorte de sacar melhor pesca.



Pobres tainhas, não tiveram a mínima das hipóteses, eram engolidas num golpe, antes mesmo, de chegarem a perceber que com guelras não se respira do lado de cá deste nosso ecossistema.


Os voos foram lindos, rasantes, inclinados, a pique, de asas brancas totalmente abertas, a tocar com subtileza os salpicos de espuma.


Aproveitando os espirros da rebentação para se refrescarem, fugiam a voar, a escassos centímetros à frente da onda, a desafiá-la, como se estivessem a brincar à apanhada.


O ar delas era de pleno gozo. Quando o peixe era agarrado com o bico, as assas batiam num tal desassossego contra a água, que molhavam quem estivesse por perto, sem pedirem desculpa.


Passei quase toda a manhã, na primeira linha da praia a assistir a este inesperado show da natureza.

Para a minha satisfação ser plena, entra pelo mar adentro uma escola de surf, azul-turquesa. Se há homem que se integra totalmente com o mar, como se a ele sempre tivesse pertencido, esse homem é o surfista.


A paisagem, até então, fantástica, ficou agora perfeita.

A simbiose foi total, umas misturaram-se naturalmente com os outros, como se o fizessem todos os dias. Voaram na direcção deles. Completou-se um puzzle.


A rebentação continuou a servir os dois por inteiro. Enquanto elas a aproveitavam para mergulhar e pescar, eles deslizavam e flutuavam sempre com o desejo escondido de também querer saber voar assim.


Tenho para mim, que até as ouvi dizer entre mergulhos: Eh lá! Pesca da boa, estes azuis. O cenário agora melhorou bastante.

Eu achei o mesmo. Foi quase mágico.

Pensei logo em voltar no outro dia.

Podia ser que as gaivotas espalhassem a notícia sobre a beleza dos surfistas turquesa e aparecessem por lá sereias no meio da espuma, no dia seguinte.

Lagos, 23 de Julho 08

27 comentários:

mariam disse...

estou maravilhada!
volto amanhã
o comentário hoje sairia ensonado
e eu não quero

um sorriso :)

1/4 de Fada disse...

Que maravilha Patti, senti-me a viajar e a ver o que tu descreves! Palavra que até me cheirou a mar, a peixe e a praia!

1/4 de Fada disse...

E as fotografias, esquecia-me das fotografias, que espectáculo!

BlueVelvet disse...

Patti,
deve ter sido um espectáculo mágico.
As fotografias estão fantásticas.
Obrigada por partilhares esta beleza connosco.
Beijinhos

Gi disse...

Estas gaivotas andaram na escola do Fernão Capelo Gaivota.
Os surfistas andam na escola Moby Dick Baleia.
Têm a escola toda: elas e eles!
E nós, sereias, é que saimos encantadas.
Um bom dia para ti, minha amiga, e obrigada por este presente.

Fatima disse...

Patti bom dia
Fabulosas as imagens!
Fantástica a descrição!
Irreal a situação!

Vekiki disse...

Lindo!
As gaivotas
O Mar
Os surfistas

As tuas fotografias e as tuas palavras!

beijos daqui:-)

Ka disse...

Excelente este post!! Ptrincipalmente para quem está a uns diazitos de férias :)
Até sinto o cheiro a maresia!!

Beijosss e uma excelente 6ª feira!

O2 disse...

Não me canso de dizer que as tuas fotos estão cada vez melhores, bravo!
Quanto as cenas da praia, não sei não, cá pra mim, estavas a olhar era para os surfistas!
:)
Sereia endiabrada me saiste tu!

Beijo

paulofski disse...

Fantástico. Fiquei maravilhado com a tua foto-reportagem. As imagens e a escrita. Perfeito.

Beijinho

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Imagens fantásticas, Patti! Deve ter sido uma xperiência fabulosa e única.
Fez-me lembrar o Diário Popular, que tinha uma secção " O Fotógrafo estava lá". E a Patti estava. Para ver e nos motrar. Obrigado.

D.Antónia Ferreirinha disse...

Que fotografias lindas.
:-))))))))

sonia disse...

dito por você de um jeito tão poético torna tudo isso muito especial. Acho que, além de os surfistas desejarem voar como as gaivotas, até elas ficaram com desejos de saber surfar...

Coragem disse...

Há sem duvida momentos unicos, este foi um deles, a beleza da natureza e do homem que não a teme, e a camara a tua, que captou a magia e nos trouxeste até nós.

Obrigada por isso.

Beijo

Fernando Rozano disse...

magia, e pegando o post de baixo, muita energia nessa conjugação mar, gaivotas, homem, e observadora. e, naturalmente, o post, com as fotos, a narração, a poesia nela contida, a rica e densa mensagem. belíssimos momento e registro. meu abraço.

liamaral disse...

Extraordinário! Muitos parabéns por tudo! Pelas fotos, pelas palavras, pelo sentimento com que estás em relação a tudo isto! Foi muito bom passar cá ew ser recebida desta forma! Muito obrigada!
:) Beijinho e bom fim de semana!

f@ disse...

Perfeição de imagem e escrita...
Magnifico post que me deixou sem palavras ... asas e céu água...
beijinhos das nuvens

mariam disse...

oh!Patti... voltei, e apenas vou escrever~~ M A G N I F I C O ~~~

nas palavras e imagens... realmente este deve ter sido daqueles "momentos" p'ra sempre.

bom fim-de-semana
um sorriso :)

LeniB disse...

Nem vou falar do texto!!
As fotografias estão excelentes!
A da gaivota com o peixe no bico está de mais!

Filoxera disse...

Óptimas fotografias. E o texto também está execlente.
Boas férias! Que continues em boa companhia...
Beijos.

RFF disse...

Em plenos jogos olímpicos uma sublime contenda entre gaivotas e tainhas, entre a magia da imagem e a profundeza das palavras….Perfeito!

Saúde.

ღ♥♫♪@nn@♫♪♥ღ disse...

MAGICO MESMO !
olha as daqui
são bem mais interesseiras ...
andam ao largo
atraz dos barcos de pesca ;)

beijos

Rocket disse...

agrada-me este teu tipo de comunicação. já o tinha afirmado noutra circunstância. contas muito bem uma história com estes meios.
o ano passado por esta altura, encontrava-me eu na ilha do farol. ao correr até ao fundo duma praia, a cinco mil metros do farol, era assim... reino de gaivotas. era uma sensação única, eu, entrar a correr, por entre aquela revoada...

PDuarte disse...

lindo. alegria da liberdade transmitida pelo voar das gaivotas e pelo teu pé descalço na areia.

Sou Morgana: disse...

Todos os dias pela manhã, durante minha caminhada, eu contemplo cenas assim como a das gaivotas, os "quero-quero"... agradeço a Deus! Revigora a alma! Gostei tanto daqui que vou te add nos meus favoritos, tá? Beijos cintilantes da Fada Morgana!

jasmimdomeuquintal disse...

Estou enternecida. parabéns por teres desfrutado deste espectáculo e obrigada por nos dares a conhecer.
Bjocas

Alecrim disse...

E voltaste? Havia sereias?