segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

eu fico aqui contigo

foto minha, rio douro, noite de fim de ano

Um pouco choroso com o abandono e em jeito de desabafo, disse-me aquele Rio Verde Escuro na última noite do outro ano, que se borrifava para a estupidez e para incongruência dos humanos que governam e que não carecia do Fogo dos Aliados para brilhar.
Disse-me o Rio, que se estava nas tintas para o magote de gente que se empilhou na Câmara, para ver o Artifício do Presidente a explodir no céu.
Disse-me o Rio, já mais animado, que era Rico e que sempre fora Exagerado em símbolos de abundância como videiras generosas, aromas de tintos de longa duração, xisto quente que aquece a baga, fermentações explosivas, ermidas, moinhos, grifos e até cornucópias mitológicas de tonalidades mil.

Deixa lá, disse eu ao Rio, não te rales com a falta das cores do Fogo no Céu, que tu tens a Prata dócil da Ponte do Rei, o cor-de-Laranja das Velas a flutuar na água, o Branco límpido da Lua, o Preto verdadeiro do Céu e o Transparente imaculado da Chuva.
Não tens precisão de pirotecnias.

23 comentários:

Pitanga Doce disse...

"Deixa lá, disse eu ao Rio, não te rales com a falta das cores do Fogo no céu, que tu tens a prata dócil da Ponte do Rei, o cor-de-laranja das velas a flutuar na água, o branco límpido da Lua, o preto verdadeiro do céu e o transparente imaculado da chuva."

..e tens uma Pitanga Doce que sonha contigo.

BlueVelvet disse...

Lindo diálogo entre ti e o rio.
Imagino que a tua passagem de ano tenha sido fantástica para te inspirar tanto.
Que continues assim pelo ano fora, para gáudio de quem te lê.

ematejoca disse...

Deduzo por este texto, que muito me comoveu, (eu amo o rio Douro) que a Patti é do Porto e nao de Lisboa como eu sempre pensei.
Eu nasci em Lamego, mas fui para o Porto com dois anos. Agora estou a viver em Düsseldorf, mas a cidade invicta continua a ter um lugar no meu coracao.

Saudacoes tripeiras!

mjf disse...

Olá!
Imagem que inspira bem estar e serenidade...
Espero que o teu ano seja bom ;=))~

Beijocas

Patti disse...

Ematejoca:
Sempre pensou que eu era lisboeta e pensou certo, pois nasci aqui no coração de Lisboa, no Chiado.
Conheço muitíssimo bem o meu país de ponta a ponta com excepção das ilhas.
Adoro Portugal e tudo tem o seu encanto, mas a minha aldeia -Lisboa- é a minha preferida.
E a seguir vem o Alentejo que é uma terra que se sente que é de todos quando se pisa.

pedro oliveira disse...

Então deves ir ás ilhas, numa próxima oportunidade, vais adorar as belezas diferentes dos dois arquipelagos.

viste o artigo do Expresso sobre o nosso património degradado?
amanhã editarei, um texto, sobre isso no vilaforte, aproveitando a ressaca da minha viagem fantástica a Roma.

Gi disse...

A Ribeira é linda, de facto.
Não precisa de pirotecnia, não precisa de pirómanos, não precisa de piromaníacos nem de pirosos.

Ka disse...

Muito bonito este teu texto sobre o meu rio :)

E nem de propósito vejo o Pedro Oliveira a recomendar-te o que te tinha flado: visita às ilhas :)))

beijos a vocês que são um encanto de família

JC disse...

Como é lindo o Douro, o rio, a região. Tudo é lindo. Conheço mais ou menos bem esta região pois sou um apaixonado por ela. No Pinhão ja tive a oportunidade de estar a jantar e o rio a correr calmamnte a meu lado, cerca de vint metros, apreciar a sua calma. Além disso os socalcos xistosos que produzem o apreciável nectar desta região são do mais belo que alguma vez vi. Não é por acaso que o Douro é considerado património mundial pela UNESCO.
Um beijo

Rita disse...

Bom Ano Patti! Nós (Rs) também não tivemos fogo de artifício mas que importa isso, estavamos todos juntos, Rs com Rs e o resto são trocos...
Jokas Grandes

Si disse...

Uma moura encantada com o meu (e o da Ka, pronto...) Rio Douro.
Já há uns tempos que não o vejo, que o meu fim de ano foi lá para as bandas do Tâmega e no corre corre do dia a dia nem sempre dá para passar pela Ribeira.
Haja sempre quem o descreva assim, de uma forma tão sublime.

P.S. A foto está explêndida! Como é possível não ter nevoeiro, que nessa noite andava tão cerrado pela cidade inteira??

paulofski disse...

E esse Rio rebelde e temperamental que se espraia até onde a vista alcança, se reflecte nas cores da noite num rastro de cultura e história, de suor e trabalho, legado de séculos em águas passadas não te disse também que fala comigo a cada reencontro?

de dentro pra fora.... disse...

E ele á coisa mais linda que todas as cores espelhadas no MEU Rio!? ah pois não ,eu sabia...
Sabes no principio do ano passado tive umas férias 'forçadas' numa das margens, e o que eu mais gostava era de vir á noite á janela olhar o Rio com todas aquelas luzinhas espelhadas em si...muito melhor que fogo de artificio :) só a paz que dá...

Beijinhos

ines disse...

Era um rio que brilhava de sorriso aberto, numa conversa animada, em que só mesmo tu o "ouviu"!

b&abraços

SONY disse...

Patti, dizes tudo ali aquele rio tem tudo, de noite , de dia, com ou sem imagens no ceu.
É nele que carrego as minhas baterias :-)

Aquelas margens são lindas! tudo nele é lindo, qual fogo qual quê!

um jito,

vim viver para o Porto num impulso, e agora não há impulso, nem nada que me tire da Invicta!

Sony:-)

*A foto está linda.

TRISTAN disse...

O rio com a "verdade dos sentimentos nunca antes traídos..."

O rio com tudo o que é de facto importante.

Poucos são os que o conseguem ver assim...

Cerejinha disse...

Feliz 2009!
Ando a ganhar coragem para abrir as janelas da minha "casa" mas ainda não consegui.
Fui assolada por uma preguiça imensa :-S

Rui Caetano disse...

Bonito. Um Bom ANO.

f@ disse...

E o RIO sonha com aves e nuvens passageiras…
Antes fora Outono a embriagar as margens… viagem de horas que a água abraçar as cepas…
No Inverno águas mil e mil pa lavras tuas a descrever o cena rio…

Beijinhos das nuvens

Violeta disse...

e eu acho que o Rio gostou muito que o tivesses consulado. Poucos se lembraram dele, nessa noite...
Um bjs. Gsotei mto de vir aqui.

susana catarino disse...

o rio douro é lindo... não precisa que o céu se encha de cores para lhe dar mais encanto... feliz ano!

Filoxera disse...

Ai, Patti, este post e esta música até fazem doer a saudade...
A foto também está linda.
Obrigada pelo conjunto.
Beijos. Tem um excelente ano, em todos os aspectos.

O2 disse...

Pois, uma passagem de ano no Porto, sem fogo no rio, é qualquer coisa de estranho... mas, o rio, aquele que eu conheço brilha de qualquer modo, com ou sem fogo, e sinceramente reflecte uma vida muito além além mar.

bjão do sul,