segunda-feira, 2 de março de 2009

depende

foto de su blackwell

Escrever será um quase tudo de muito esforço e um quase nada de talento.
Depois virão a imaginação e a criatividade, que apesar de já lá estarem, só entrarão mais tarde.
Ou antes de tudo.
Ou então ao mesmo tempo.

30 comentários:

Borboleta disse...

Pode ser um bocadinho de tudo ou apenas um quase nada de tudo...
Depende de quem escreve e do que lhe vai na alma ou vontade!

Beijinhos

Pitanga Doce disse...

Escrever é sem dúvida uma necessidade...
E lêr-te é uma dependência. hehehe

Boa noite e bom regresso.

Aguarda o dia 8.

Gi disse...

Ou então nunca, havendo quem se convença que é escritor, mesmo assim.

Até logo.;)

pedro oliveira disse...

Criatividade é o que não te falta.
boa semana

Rosa dos Ventos disse...

Escrever é tudo isso e mais alguma coisa..."un je ne sais quoi"...

Abraço

once disse...

"depende .." começa e bem este fio de pensamento Patti ..

Gostei*

Nina disse...

escrever é mt bom mesmo... acho que escrever é dedicacao, qt mais vc escreve, mas tem o que escrever. escrever tbm é ler. escreve bem quem le bem, e gostar do que se escreve é o primeiro passo pra ir mais alem.

bom te ver de volta Patti.

f@ disse...

Sem palavras pela imensa beleza da tua imagem... porque de livros e pássaros anda o mundo encantado ... escrita original...
Beijinhos das nuvens

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Há tempos, Maria Filomena Mónica escrevia:
“ As pessoas escrevem por uma multiplicidade de razões, fome de celebridade, desejo de vingança, narcisismo , ódio e dinheiro.”
Respondi-lhe na altura, que se tinha esquecido que a escrita também pode ser um prazer.
Escrever, para mim, é essencialmente isso: prazer. Por isso raramente o faço com esforço.

Patti disse...

Carlos:
Não entendeu.
Esforço aqui não implica ausência de prazer, nem nada que se pareça.

Esforço no sentido em que, se se quer escrever bem, não é só pegar numa folha de papel e num lápis e fazê-lo simplesmente.

Escrever no verdadeiro sentido do que eu considero a boa escrita, dá muito trabalho, dedicação, tempo empregue, esforço, sacrifício e o prazer continua a exisitir no meio de tudo isto.

paulofski disse...

É saber transmitir aquilo que temos dentro de nós, diz Mia Couto.

Beijinho

Si disse...

Depende mesmo.
Tanto podemos digitar as palavras certas no momento certo, apenas porque elas fluem, como podemos encalhar na ideia que não sai da cabeça mas não corre para os dedos por mais que se escreva, apague, pesquise, torne a escrever e volte a apagar.

Pitanga Doce disse...

Mas que raio de acento circunflexo foi esse que escorregou em cima do LER?

inês disse...

tem dias que a escrita sai, ou nem tanto, mas um pequeno risco que seja, com esforço e nada de talento, diz tanto e com tanto alento!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A que animada conversa nos levaria discorrer sobre o que é escrever bem, Patti!
Só uma acha para a fogueira. Quem escreve melhor? Lobo Antunes ou Saramago? Luís Sttau Monteiro ou Cardoso Pires? Margarida Rebelo Pinto ou Agustina? E será que todos escrevem bem?

Patti disse...

Carlos:
No caso de Lobo Antunes e Saramago, ou Stau Monteiro e Cardoso Pires, para mim escrevem todos divinamente.

No caso destes que aponta, a diferença estará de qual deles eu poderei gostar mais e aí escolho ALA e Cardoso Pires. Todos são escritores de primeira água, mas gosto mais de uns que de outros.

Assim como há escritores que são supremos na sua arte e de quem eu não gosto especialmente.
Saramago por exemplo, não aprecio.

Eu falo do que no MEU entender será escrever bem.
Cada um falará do seu.

Agora não preciso de lhe dizer, entre a MRP e a Agustina, quem escreve bem, pois não Carlos?

Patti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Teresa Durães disse...

e há dias em branco

Justine disse...

É isso, sim, e tudo o resto...antes, depois e ao mesmo tempo:))

LORENZO MONSANTO disse...

Escrever...Esse acto terrível, onde por vezes, a mão não acompanha a mente caótica com fome e desejo de palavras...

Se calhar nem existe escrever melhor ou pior...
Cada pessoa encontrará coisas boas em todas as escritas. Onde uns vêem decadência literária, outros vêem talento. É claro que há aqueles que escrevem de tal forma, que reúnem o consenso, ou uma grande parte de opiniões favoráveis.

Talento? Criatividade? Empenho?

Escrever é acima de tudo, alimento para a alma...

E por falar nisso Patti...Já viu que com umas "simples" e pouco extensas palavras, se pode gerar uma boa e saudável "discusão"?

Não há muitas pessoas que tenham esse dom...

BlueVelvet disse...

É tudo isso que dizes.
Porque mesmo havendo criatividade, talento e imaginação, a escrita é um exercício de disciplina, perseverança e esforço.
Mas um esforço do qual se retira prazer.
Linda a imagem.
Bjs and welcome back

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Claro que não, Patti, mas há quem cosidere que MRP ou JR Santos escrevem muito bem. Era a esse relativismo que me referia.Mas, como disse, isto dava "pano para mangas"

f@ disse...

Voltei para ver a sementeira de letras que na agora em solo ainda fresco deita raízes no solo donde crescem árvores tão frondosas e verdejantes …
Já que tanto engodam os passarinhos… parece que como eu lhe ar rimas arroz e migalhas todas as manhãs…
… verdade que me encanta esta imagem…

beijinhos

f@ disse...

Obrigada Patti,,, criei raízes por lá... adorei tudo...
Vi as árvores furar o solo... e crescer... os ramos frágeis ao vento quando passava o dragão a voar...

Os passarinhos a pensar que era um avião!...
Tenho de tirar fotos ao meu livro-Alice no país das maravilhas para te mostrar...

Beijinhos

cristina ribeiro disse...

Um prazer que não conseguimos negar-nos...

Licas disse...

Felizes os que conseguem transmitir por palavras a magia do mundo.
Parabéns!

E agora se tentasse até 4ª feira decifrar o enigma que coloquei no meu blog?
Tente...
Até lá
Licas

CNS disse...

Seja qual for a ordem, é mesmo isso.É um tudo de nada. Com todos e sem nenhum porquê.

E a sua excelente escrita a prova disso.

Patti disse...

CNS:
Olá Cristina, muito bem vinda ao Ares e obrigada pelas palavras. :)

LeniB disse...

O que medeia o quase tudo do quase nada é muitas vezes motivo de inspiração.

bacouca disse...

Para mim escrever bem é quase um dom, como tocar qualquer instrumento, pintar, etc. Tem muito de nós, tem muito de transpiração, mas na verdade para uns é inspiração.