sexta-feira, 27 de março de 2009

jovens decisões


Seleccionou-as com rigor, favorecido pela primeira luz da manhã.
Optou pelas que nasceram com o botão mais perfeito e ainda aconchegado, entre finas fatias de jovens pétalas por desabrochar.
Preferiu as pálidas de tom, como que hesitantes na escolha da cor com que se pintariam para o resto da vida.
Cortou-lhes o caule, com a convicção de que os espinhos lhe golpeavam a ansiedade e elegeu aquelas, onde a transparência das lágrimas de orvalho lhe reflectiam sem nenhuma espécie de engano, a enorme importância do acto que estava prestes a arriscar.
Afinal, era aquela a primeira vez que se iria declarar.

28 comentários:

BlueVelvet disse...

Nada de ir a uma florista e dizer com ar displicente: uma dúzia de rosas vermelhas.
Não. Fez tudo e escolheu com todo o cuidado.
Como se faz e sente tudo, no primeiro, beijo, no primeiro amor, na primeira declaração.
Lindo!

salvoconduto disse...

Quem? Ele ou ela? E não me venhas também com preconceitos...Ou sou eu que estou com eles?...

Patti disse...

Salvo:
Ele, valhameDeusnossasenhoradaagrela!
Ele é que leva flores, ok? Quais preconceitos, quais quê!

Pitanga Doce disse...

Se fossem para mim ele já nem precisava falar muito. Ó céus!


Ó Patti este Salvo, hoje, anda com manias de perseguição. Já embirrou com a boneca da Blue. hehehehe

O2 disse...

Coisa linda de ser ler... logo de manha... gostei!

Beijo de saudade... sim, tenho saudades de cá vir... novo job, isto complicou!

:)

once disse...

.. e a noiva, na sala de mosaico, à espera de o ouvir subir as escadas, espreitava a toda a hora pelas grandes janelas .. bateu mais forte o coração ao escutar os rodados derrapar no cascalho da entrada, mas despontou um sorriso sereno numa quase certeza .. é hoje? É hoje.

Bom fim-de-semana menina das letras ;)

Pitanga Doce disse...

Que música linda tens aqui! E "muderna"!
Ontem à noite vi de novo, na SIC, o clip do David Fonseca em Who Are You. Aquele amanhecer no aeroporto só me traz lembranças!

Ih, fugi do tema!

beijos e bom dia

Si disse...

Ai estes amores inocentes e puros, que ainda carregam a ilusão dos anos jovens...
Será que ainda existem?

de dentro pra fora.... disse...

E as borboletas !? será que foram junto ? elas costumam ser a companhia nestes momentos importantes da vida, sempre a dançar de um lado para o outro na barriga :)Ai! ai!(suspiro)...

Teresa Durães disse...

linda foto!
A primeira vez que se declara parece que as palavras não saem

Gi disse...

Mal se declarou, as Finanças ficaram logo apaixonadas por o poderem colectar eternamente.


Este filme, onde esta música apareceu era simplesmente liiiiiiiiiiindo. A música também. ;)

Rita disse...

Não só pensei em trazer os fofos como comentei com as Rs que ali há uns bolos que eu adoro e que só se vendem mesmo ali, mas áquela hora ainda estava fechado...
Jokas

Patti disse...

Once:
Gostei muito desse possível outro lado. Tb penso que foi hoje ...

paulofski disse...

O jovem que evite os espinhos que poderá encontrar pelo caminho ou arrisca-se a ter um furo e ter que ir o resto do caminho a pé!

Justine disse...

Texto tão cuidado como o cuidado que o "declarante" (ou declarador?)pôs na escolha das flores.
Foto tão harminiosa como o gesto de oferecer flores à "declarada"!
Muito belo:))

Rosa dos Ventos disse...

E tenho a certeza que foi uma bela declaração de amor!

Abraço

Mr.Jones disse...

curiosidade em saber quais as flores ali na bicicleta
:S

ematejoca disse...

Uma história de amor suave acompanhada por uma belíssima imagem.

Como estamos perto da Páscoa há uma RUMKUGEL para ti no "ematejoca azul", Patti! Engorda, mas sabe bem.

Bom apetite!

f@ disse...

O gesto, o perfume...
sentir essa beleza/emoção de ter nas mãos e no coração o infinito...
belo...

Beijinhos

Luísa disse...

Lá reza o ditado, Patti (ou se não reza, devia rezar): «diz-me que flores me ofereces, dir-te-ei que homens és». ;-D

Luz disse...

E com esse carinho e gentileza de gestos....foi aceito.
Beijo

Filoxera disse...

Quem não arrisca...
Espero que tenha obtido a resposta esperada.
Beijos.

(P.S: Ontem fui com a Mafalda a um picadeiro aqui perto. Também gosta dos cavalos, mas ainda é um gosto receoso...)

Pitanga Doce disse...

Viu? Até a Gi concorda comigo. A MÚSICA É LINDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!

O filme não conheço.
Lá estou eu metendo a colher outra vez.

bacouca disse...

Patti,
Lindo texto e ao lê-lo pensei citando a Pitanga: poderia ter realmente acontecido em 1900eantigamente! Os rapazes de hoje em dia infelizmente não vibram assim com a sua primeira declaração nem as raparigas estão à espera de um ramo de flores! Que pena: não sabem o que perdem!

Cerejinha disse...

...e como é sabido não há uma segunda oportunidade para se causar uma boa primeira impressão!
:-)

pedro oliveira disse...

a primeira vez é sempre um turbilhão de emoções.

Laura disse...

Com flores destas, a declaração teve de ser igualmente bela...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E se alguém de repente lhe oferecer flores... isso é Impulse?