sexta-feira, 6 de junho de 2008

porventura será o meu post mais íntimo

foto de nelioneves

Este é um blog muito pessoal. Já sabem, não é nenhuma novidade. Diferente de privado. Privada sou eu.

Dizem que gostam do que escrevo. Mas eu não escrevo. Eu penso. Rompo tudo com letras. E pontos finais. Isto são só palavras a falar comigo diariamente. Saem. Não controlo. Mas respondo-lhes. Tento segurá-las. Letras que só eu distingo e conheço. Às vezes alto. Para me ouvir. Eu penso comprido, longo. Posto vasto e demorado. Eu sei. Este é curto. Engoli as palavras. Fugiram.

Não interessa quando nem a quem, fiz um comentário muito simples, até um pouco à pressa, num blog que aqui me comentou pela primeira vez. Veio a resposta. Lá. E as lágrimas aos meus olhos, também. Ninguém me tinha dito que a minha alma sorria. Assim. Daquela forma. Ou foi o timing.

Eu nem sabia que a tinha! Almas não são para mim. Não quero. Tenho dias que sou seca. E dura. Noutros não. Sou só eu. De frente.

A simplicidade comove-me. Principalmente aquela que acredita naquilo que eu renego. Não gosto dos humildes. Submissos. Gosto dos puros. Às vezes esqueço-mo E choro.

E os homens já pouco me fazem chorar.

25 comentários:

BlueVelvet disse...

Como sempre muito bonito o que escreveste.
Eu choro quando me comovem com gestos.
Lágrimas por homens?
Para esse peditório também já dei:)))
Bom fim-de-semana, beijinhos e veludinhos azuis

Patti disse...

Querida Blue:
Eu devia chorar mais.

SC disse...

Muito bonito! Um verdadeiro post com alma! :)

Coragem disse...

Quero acreditar que neste post,te despis-te um pouco.
Um post rápido, cru, e puro.
Não quero dizer com isto que todos os outros não o sejam.

Também sei quem te falou na alma, mas isso pouco importa.
Eu choro, sem receio, lava-me a capa de durona, talvez um pouco como a tua...Quem sabe!

Devias chorar sim, cada vez que sentes...

Beijinho e nunca percas a capacidade de poder ou querer chorar

Patti disse...

Coragem:
Sei que sabes. E sei que choras também. Mas eu sinto sem chorar.

D.Antónia Ferreirinha disse...

Então continua a pensar, pois dessa forma encantas-nos com a tua escrita.
Beijinho e bom fim-de-semana.

Gi disse...

Eu choro ... logo existo?
Tirei uma foto parecida com esta que postas (a minha é mais bonita, nhãnhãnhãnhãnhã)
Beijinhos, loirinha:)

♥♫♪@nn@♫♪♥ disse...

pois queridas patti e coragem
tenho imenssssssssa pena
mas nao estou de acordo
choro pouco ou nada
e nao me impede de sentir

choro de raiva e de desilusao
mas nunca de amor

dantes de pena das pessoas
mas até isso ja me passou

as pessoas a serio
nao nos fazem chorar
nem sentir pena

comentario embaralhado ?
pois, o dia começou mal hoje ;)

vou tentar sorrir :(

Patti disse...

Gi:
Às vezes existimos. Outras persistimos.

Patti disse...

@nn@:
Eu choro pouco, mas também não amuo, nem fico de trombas. Isso é que era bom!
Tu tenta lá sorrir, rapariga! Já vi que está mau.
:)

LeniB disse...

é verdade...eu sei que choras pouco...mas sentes....
bjs

Rocket disse...

um texto muito bonito...

lágrimas, não as contenho, considero-as parte duma vida vivida em pleno, tal como uma boa gargalhada...e as que mais aprecio são fruto da emoção estética. chamo-lhes estrelas da face...

...chega de lamúrias,quando é que a renova lança uma linha de lenços pretos? já pensei numa publicidade conforme...à siciliana...

Patti disse...

Lena:
:) E o concerto de Jazz? Choras-te?

Rocket:
Fazes bem em chorar. Gosto mais facilmente de um homem se sei que ele chora.
Lenços de papel pretos? Acho que ainda só o papel higiénico mesmo!

mariam disse...

gosto (muito) de lê-la...

e gosto disto que escreveu "Gosto dos puros"

bom fim-de-semana
estou cheia duma "pecadora" preguiça...

um sorriso :)

Rocket disse...

é

o papel higiénico está a fazer o maior sucesso nos states...trendy...

preferia que limpassem a face a um orgulho nosso que... outras coisas...

alfabeta disse...

O que me faz chorar é a desilusão, nem é a tristeza.

bjs

miguelpontocom disse...

Queres um lenço?

Patti disse...

Mariam:
Vai preguiçando que é bom!

Alfabeta:
Eu já nem isso.

Miguel:
Tens lenço? Então podes usá-lo tu.
Eu não preciso.

Fatima disse...

Patty venho muitas vezes ao teu blog em silêncio. Hoje tenho mesmo que comentar.
Escreves com alma sim!
E eu gosto do que os teus parágrafos curtos dizem. Gosto dos pontos finais precisos e concisos !
E quem disse que a alma não escreve?????
Bjs e bom fim de semana

Patti disse...

Fatima:
Muito obrigada. Também gosto dos silenciosos. Coisas dos meus opostos.
Bem vinda!

JOAO MARIA disse...

o silencio as vezes é o melhor,no silencio muitas vezes pensamos nos outros, e pensar os outros é o que nos faz ser puros
bom fim de semana
hoje vamos ouvir o fado de coimbra aqui no largo da igreja em oeiras
bjs dos jooes

Su disse...

:)
Cheguei!
E de repente lembrei-me, tenho saudades tuas! Vá se lá saber pq estas novas formas de comunicação nos fazem destas coisas... enfim, refastelei-m no sofá de choc.quente ao lado, e vim directo a ti, sem pestanejar! Li tudo claro, como sempre, ms foi este o post onde realmente me apeteceu parar.
Sim, é por isto que venho aqui ainda!
Beijos risonhos... cheios de ar de Sintra.

Ps: :)

Patti disse...

Meus especiais e queridos Joões:
Um puro fim-de-semana com o puro fado.

Su:
QUE SAUDADES TAMBÉM!
Já lá tinha ido perguntar por ti.
Só tu para teres pachorra para leres isto tudo.
Já sabes, pára aqui as vezes todas.
Beijinhos e bom regresso!
Daqui de Sintra, também.

Ka disse...

Quem te disse que a tua alma sorri, leu-te muito bem e disse uma grande verdade :)

E que sejas sempre assim Patti :)

Beijinhos

Patti disse...

Ka:
Estou a ver que tenho de ter um tête-à-tête com essa alma de que vocês falam. :)**