quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

despertares

Esta noite a vizinha de cima não parou de andar de um lado para o outro de saltos altos e eu moro no último andar.
Esta noite, caí de um precipício no Grand Canyon, chumbei no exame de condução, sem o examinador ao meu lado e voltei às aulas de francês do 9º ano, com aquela freira inglesa sinistra.
Esta noite o meu pai ficou doente, dezenas de insectos que se mexem muito rápido, invadiram-me os lençóis e a minha mãe obrigou-me a cantar no coro da igreja, na missa das 9 da manhã aos domingos.
Esta noite descobri que "o meu pé de laranja lima" nunca foi escrito, que a minha gata afinal está viva e juro que me entrou um ladrão em casa e eu nunca o consegui ver.
Esta noite os meus avós estiveram sentados na beira da minha cama a conversar comigo, o meu marido casou com a mulher do talho e não me convidou e a feira do livro era à borla.
Esta noite a personagem principal do meu livro de 753 páginas, contou-me o fim da história no 2º capítulo, adorei comer ao pequeno-almoço pézinhos de coentrada e mãos de vaca e voltei a morar no centro de Lisboa, mas num lar de idosos.
Esta noite a Beatriz não tinha só 12 anos mas sim 17 e foi estudar para Londres de repente, eu perdi o avião para Heathrow e não consegui chegar a tempo de lhe levar o biberão com o leite ainda quente, as fraldas, os Dodot's, o Maxilase, o dicionário da Penguin e a lista das melhores lojas da King's Road.
Esta noite dormi ao contrário, ou melhor, tive insónias.

11 comentários:

Ba disse...

ahahahaha!!! lindo! e imaginaste isso tudo???

Patti disse...

Ah pois é!

A parte boa foi a da Maria estar viva, dos avós a conversarem comigo e da feira do livro ser à borla!

claudia disse...

Viajaste bastante...deves estar cansada!

Ev@ disse...

Puxa, isso tudo numa só noite?
Gostei especialmente da marido ter casado com a mulher do talho.

Pinoka disse...

Que aflição. Quando acordaste sabias quem eras?!

Patti disse...

Sabia é que queria dormir a sério!

Alexandre disse...

ah, ah, dei um salto ao teu blog e fiquei fã logo à chegada! Porque destacas o Cinema Paraíso, o filme da minha vida que me faz chora sempre que o vejo! Depois, porque tens umas imagens fantástica nos teus posts, e depois ainda porque este post fez-me recordar algo que escrevi há mts anos e que vou tentar repescar um dia destes!

Muitos beijinhos, Patti!

Patti disse...

Obrigada pelos elogios! Fico contente.

Quanto ao "Cinema Paradiso" a cena final é realmente de ir às lágrimas. Sempre! Ou não fosse aquela música excepcional do Enio Morricone

Helena Bernardo disse...

Essa do teu marido casar com a mulher do talho...tem muito que se lhe diga!!!Carninha à borla, ora essa!!A vida está cara...

claudia disse...

Parabens! O Meu Blog Dava um Programa de Rádio começou com um dos textos mais giros que tens! E a Catarina Miranda nao podia ter lido melhor !!!!
bjos

Olá!! disse...

:))))
Beijocas