sábado, 2 de fevereiro de 2008

porque é que nunca seremos iguais...


Todos nós sabemos das diferenças existentes entre mulheres e homens. Eles não são piores nem melhores que elas e vice-versa, mas sim diferentes. O que seria até do mundo sem uns ou outros, nem quero pensar! Dizemos que eles são egoístas, nunca perguntam os caminhos e são incapazes de encontrar o pacote de arroz na despensa. Eles, que nós somos emocionais, fazemos um drama por qualquer coisa e que passamos o sábado nas compras e só trazemos uma peça p'ra casa. Eles dizem a velha piada que casaram com duas mulheres, porque a sogra vem na promoção e nós dizemos que eles já têm mãe e que não somos nós de certeza! Enfim, poderia estar aqui eternamente, mas existe uma diferença que eu acho notável e digna de ser registada, foi-me enviada por mail e aqui vai:
---A mãe e o pai estavam a ver televisão, quando a mãe disse: "Estou cansada e está a fazer-se tarde. Vou-me deitar." Antes, passou pela cozinha e preparou umas sanduíches para o almoço do dia seguinte da escola, tirou o peixe do congelador para o jantar do dia seguinte, preparou a mesa para o pequeno-almoço e deixou a máquina de café pronta para a manhã seguinte. Separou a roupa para lavar e pregou um botão que estava a cair. Guardou a agenda do telefone e aproveitou para regar as plantas, despejar o lixo, pendurar uma toalha e dobrar alguma roupa. Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto. Parou ainda na secretária e escreveu uma nota para o professor, pôs num envelope o dinheiro para uma visita de estudo e fez uma pequena lista para o supermercado. Entretanto, o pai, lá da sala, disse: "Pensei que te tinhas ido deitar!" "Vou a caminho", respondeu ela. Certificou-se de que as portas estavam fechadas. Espreitou para o quarto de cada um dos filhos, apagou a luz de um candeeiro, pendurou uma camisa, conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava a estudar, fez-lhe perguntas para o teste do dia seguinte e combinou as horas que ia buscá-lo ao treino.
Já no quarto, acertou o despertador, preparou a roupa para o dia seguinte e arrumou os sapatos. Depois lavou a cara, pôs creme, lavou os dentes, limou uma unha partida, folheou uma revista e começou a ler o livro. Por essa altura, o pai apagou a televisão e disse: "Vou-me deitar."

E foi...sem mais nada.---

Até podia ser eu a escrever, ou tu, ou ela, ou mais não sei quantos milhões de mulheres.

Mas não, foi alguém anónimo e eu gostava de pôr o seu nome aqui em baixo!

3 comentários:

Ba disse...

Eles pertencem todos é ao mesmo saco!!! Fókin gaiz!!!LOL

Claudia disse...

¿Por qué no se puede encontrar a un hombre guapo e inteligente a la vez?
Porque sería una mujer.

Eva disse...

Acho que nem precisa de nenhum nome em particular. Ass: Todas as mulheres e mães do mundo. Acho que é suficiente.