segunda-feira, 27 de outubro de 2008

às vezes sou muito feia e má também


Definitivamente, o conviver forçado não é para mim. A excepção são as feiras, já sabem.

Vem uma e atira um grito à criança, que feliz na sua tarde de soltura dá cambalhotas no tapete sujo da loja, chama-lhe de Igor José, oferece-lhe uma ipsis verbis lambada na tromba e diz para mim já completamente íntima, raios partam os sacanas dos putos que dão cabo da gente. Depois há outra, que embora seja da fila do lado, encosta-se ao meu ombro qual gémea siamesa e mete o bedelho para ler o título do meu livro, só não se desequilibra e cai estatelada porque as filas são muito apertadinhas com gente que tem medo de perder a vez e que a amparam do tombo. Atrás de mim, tenho uma jovem com pretensões a grávida mas sem bebé na barriga, que além de ter a dita pança exposta para o público apreciar sem qualquer tipo de pejo, ainda me roça com ela nos rins, cada vez que se vira para enfiar dedos nas orelhas do namorado. Não me perguntem para quê. Também não percebi. Nem quis. A da frente, dança o Vira na fila e sempre que o faz, sacode a cabeleira oleosa no meu nariz, vem a amiga que me passa literalmente por cima sem pedir licença e atira-lhe com mais não sei quantos livros de auto-ajuda para dentro do cesto e começa desenfreada a ler em voz alta a sinopse mantra-zen de todos eles, para os ursos infelizes que aguardam naquela fila estúpida de domingo, como eu.

29 comentários:

salvoconduto disse...

Ao domingo numa grande superfície!
Até me apetece cortar os pulsos...

BlueVelvet disse...

Mas não estava já combinado que não ias para centros comerciais e afins ao fim-de-semana? Lol
Boa semana

R.L. disse...

Gosto. Curto e grosso, como se diz. Tb n tenho muita paciencia p situaçoes semelhantes...

Luísa disse...

É um drama, Patti. Que as crianças não tenham noção do espaço que é vital para cada um, compreendo e até acho graça. Mas que os adultos não a tenham, é inadmissível. Esse é um dos primeiros sinais que me podem dar de que não querem, nem podem pertencer ao meu grupo de amigos. ;-)

Paulo disse...

Incrível como uma pessoa bem comportada numa fila, e respeitosa do espaço privado dos outros, consegue incomodar tanta gente...

Gi disse...

Estás a ver porque é que não tenho paciência para as filas?
Já me chega a das compras de comestíveis; e já que lá estou, compro também os livros protegida por Mr. Darcy à rectaguarda e carrinho de compras à frente. A fila do lado fica ... mais ao lado.
....
Na 4ª feira dever ser uma grande confusão. ;)

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Patti,
é uma questão de privilegiar o sentido imediato ou não da Cultura a minha Amiga decerto concordará que os livros têm, como grande atractivo, pô-La em contacto com seres que não conhece. As pessoas que referiu concordam. Mas, menos subtis, não querem deixar margem para dúvidas.
Beijinho

Si disse...

Definitivamente, não há pachorra, nem há palavras que exprimam essa necessidade em justificar, perante os outros, as atitudes que se tomam com os filhos, à laia de demonstração pública da educação que (não) lhes dão em casa.
Nem tão pouco haverá, para essa enorme quantidade de portugueses que fazem dos centros comerciais recreio de fim de semana, tanto mais erudito quanto maior for o nr. de livros que se compra, pelo meio dos dêvêdês de jogos brutos e sangrentos com que entretêm as crianças nos dias em que não lhes apetece sair de casa....

Rosa dos Ventos disse...

Apertos não são comigo...
Chega-me o meu aperto mitral!

Abraço

Ka disse...

É por essas e por outras que fujo o mais possível de lojas e afins ao fim-de-semana!

Beijosss

Nina disse...

Acontece...

e é sempre de irritar, nao é?

Entao Patti, pois é, o blog tá normal sim, acho que pra todo mundo, só aqui no meu computador que nao... eu quase nao conseguia escrever nele, um saco!!!

Justine disse...

Bem escrito, hilariante, mas também um pouco deprimente, o teu relato!É que isso é tudo tão verdade!
Abraço

Teresa Durães disse...

por acaso também gosto de espreitar os livros das gentes da rua ;)

Deusa Odoyá disse...

Olá minha nova amiga Patti.
Vim conhecer seu blog.
Voltarei mais vezes.
Uma semana abençoada por deus.
fique na paz.

Sua nova amiga.
Regina Coeli.,

Te aguardo em meu cantinho.

Pitanga Doce disse...

És mesmo má. Então uma mulher que dança o Vira numa fila para pagar os livros, há de precisar mesmo de muitos deles de auto-ajuda. heheh

Obrigada pelo mail. O rapaz foi quem mais gostou. Gosta de ver a evolução urbanística e comportamental do Rio, por razões lógicas, à profissão. Nooossa! Falei bonito demais!!!

Coragem disse...

E aguentaste tudo, caladinha e no mesmo lugar?
Pois eu não o faria...
Já imagino "as trombas" com que eu estaria nesse lugar .)

1/4 de Fada disse...

Como te compreendo! Odeio grandes superfícies ao fim de semana, gente a falar em voz alta e a exibir-se, e contactos físicos só com os meus filhos, que sou bem esquisita e escorregadia!

de dentro pra fora.... disse...

Qual foi o livro que te arrastou para essa fila imensaaa!?

Espero que tenha valido a pena.. :)

Miepeee disse...

Detesto balburdias, fico claustrofobica, so se nao tiver nada para comer, agora para outras coisas, nao obrigada.
Gabo-te a pachorra.

pedro oliveira disse...

Grandes superficies ao sábado ou ao domingo?JAMAIS!Da silva...

Gasolina disse...

Olha, olha... não é que eu também sou muito feia e muito má?!

E não te apareceu o personagem da canadiana? Há sempre vários a passear a canadiana ao fds nos centros comerciais... sabes para que serve? para abrir lugares na fila, deixem passar o aleijadinho!

E depois de ter papado toda a malta que aguenta, enfia a canadiana no sovaco e faz-se à vida...

Depois de os ter descoberto fiz uma cruz nesses sitios e nunca mais lá voltei. Mas parece que está tudo na mesma...

(O teu texto é LINDO!)
Beijo

Fatima disse...

Não sei onde era essa fila, mas variada, era.....
Hoje estava eu na fila na CGD e tinha à minha frente 2 pessoas. Saiu a que estava a ser atendida, avançou a que estava à minha frente, e de repente apareceu outra mesmo mesmo à minha frente....
Perplexa, perguntei:
-Está na fila para a caixa?
Sim respondeu ela.
E afirmo eu:
-Estranho... há 1 segundo atrás
não estava....
ao que a jovem responde....
Estava estava, mas era sentada ali na cadeira...
Desculpe.. digo eu... na cadeira?
Mas a cadeira está na fila?
E ela responde com a cara de pau correspondente a certas pessoas que por aí andam nesse Mundo....
Estava cansada, sentei-me porquê????
Bom só lhe respondi:
- Cansados, estão os idosos aqui atrás que esperam educadamente na fila. mas educação não é para todos. E há por aí gente tão triste, que até se arma em chico-esperto.
Bom saiu e nem foi atendida, porque afinal o que queria não se tratava ali no banco.
Ele há lata para cada coisa.....

paulofski disse...

Tavas na fila do hiper para pagar as compras, acertei?

joana disse...

Eu ca nem sei era se aguentava na fila credo tenho horror a filas e grandes superficies principalmente ao fim de semana.
Beijinhos e boa semana

Essência Pura disse...

Filas????, sem condições...minha paciência não é para tanto...

Uma feliz semana...sem filas...

Miriam

Tá-se bem! disse...

ahahahah Como te entendo!
Também sofro um pouco de alergia a proximidades gratuitas... :p

Boa semana ;) sem muitas filas..

mariam disse...

Patti,
Nem feia nem má! "Chiça", realista é o que és!
certo sábado fui tocar um casaco ao "Vasco da Gama", entrei, subi a escada rolante, troquei, e saí a correr...não olhei nem entrei em mais loja nenhuma... estava toda-uma-Lisboa dentro do shopping! com um ar feliz, aos magotes, falando alto e aos encontrões... e sem sacos de compras na mão! ... estava a chover... foram passear p'ra lá! rsrsrs

boa semana
um sorriso :)

mariam

Patti disse...

Vizinhança:
Já não se pode ir de corrida à Fnac ao domingo, nem à do Allegro que é pequenino.

LeniB disse...

Irra...que belo domingaço!!! Vem até cá no próximo...andam por aqui umas tasquinhas fixes!!! Sem filas!!!