terça-feira, 20 de maio de 2008

palavreados

Hoje ia levando com um tipo em cima.

Não, não estive quase a fazer sexo com um estranho.

Estive na A5, como todos os dias.

Estou a falar daqueles assassinos, com carácter de cilindrada, que respiram combustível, que têm alma de Porche Carrera e motores de explosão no volante.

E que nos interrompem a vida nas estradas.

Cabrãofilhodaputasacanademerda.


Peço desculpa.

É que eu podia já não estar aqui agora; para dizer asneiras!

Eu digo asneiras quando guio ao lado de assassinos.

Ah, e quando me queimo!

Quando me queimo também digo asneiras.


Mas só.

24 comentários:

BlueVelvet disse...

Ainda bem que não aconteceu nada demais.
Mas que não pude deixar de rir é verdade.
É que o teu palavreado é do melhor.
E já agora quando dás uma topada com o dedo mindinho do pé não dizes palavrões? É que eu não resisto.
Beijinhos e veludinhos

Pitanga Doce disse...

Mas que raio de foto é essa? Isto é uma prévia do Salão do Automóvel de Lisboa, ano 2008?

Olha, neste Mundinho de meu Deus, que anda tão maluquinho levanta as mãos pro céu, ter sido só um susto.

beijinhos.

@nn@ ♥ disse...

bom dia !

parece que por pouco não era né ?

essas estradas são mesmo perigosas ;)

claudia disse...

Sabes que aqui por Espanha temos ( portugueses )uma " Fama " enorme de MAUS CONDUTORES??? Porque será????

HIJOSPUTADEMIERDA!!!!!LISTILLOS!!!!!

de dentro pra fora.... disse...

Caralhofodaseputaquepariu....
aprendi esta com um dos meus cunhados e de vez em quando saí...
Rsss....
Já tenho apanhado alguns sustos,e penso logo, Deus está comigo, só pode..

Patti disse...

de dentro:
Até a menina, uma moça singela, a soltar a língua!

Olá!! disse...

Eu tenho a língua um pouco destravada, mas só na intimidade, de resto sei comportar-me condignamente...
Agora.... não me tirem do sério que se for para armar peixeirada, também sei ;))))

*********

LeniB disse...

Como sabe bem dizer asneiras: alívia a alma e descarrega os nervos.
Eu estou 100% de acordo com o mui digníssimo escritor brasileiro Millôr Fernandes que em tempos escreveu:

" O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "foda-se!" que ela diz.
Existe algo mais libertário do que o conceito do "foda-se!"?
O "foda-se!" aumenta a minha auto-estima, torna-me uma pessoa melhor.
Reorganiza as coisas. Liberta-me.
"Não quer sair comigo?! - então, foda-se!"
"Vai querer mesmo decidir essa merda sozinho(a)?! - então, foda-se!"
O direito ao "foda-se!" deveria estar assegurado na Constituição."

Simplesmente lindo!!
(reserva-te ao direito de publicação!)

Ka disse...

Patti,

Eu que faço duas vezes por dia(mínimo) a VCI (correspondente à vossa 2ª circular creio) nem imaginas o que aturo, os selvagens que apanho, a forma como entram e se atiram para cima de quem vai no seu sossego.
Hoje em dia tento pôr música e respirar fundo senão daria em doida (nem sempre resulta mas eu vou tentando...lol)

Beijos

MirMorena disse...

Como dizem por aqui...caracas, que foto....imagino a tua indignação com tipinhos assim...aqui se passa por igual...como dizem vcs portugueses, todos uns parvos...poissss

Bjuss de carinho

Coragem disse...

Ufa, livraste-te hoje de boa.
Que venham então muitas asneiras, para perceberes que estás viva.

Também as digo, quando estou muito, mas muuuuuuito fula da vida.

Beijinho

1/4 de Fada disse...

Passo todas as manhãs ao lado da A5 e vejo-a entupidíssima! Penso com os meus botões que se tivesse que a fazer também diria uns bons palavrões, mesmo sem perigo de acidentes - e eu não digo palavrões, mesmo quando me queimo ou bato com o dedo do pé, salvo raríssimas excepções em que també tenho direito à vida!

O Pinoka disse...

Esses dois motivos são mais que suficientes para dizeres palavrões.
Aliás, em situações idênticas não estou a ver quem não os diga.
Beijocas

Gi disse...

Ai que bom também dizes asneiras como eu!
Yuppie!!!!!
E só não digo mais lá no 31, porque a minha mãe também lê o blog :)))))))

Patti disse...

G.:
'Tás a ver Gi, porque tinhas de voltar! Já me 'tou a rir à gargalhada.

miguelpontocom disse...

Hoje vi um pequeno e estúpido acidente.

Uma viatura a mudar de faixa bateu noutro.

Quando passei, olhei para dentro do carro que provocou o acidente e lá dentro ao volante estava uma senhora de idade de cabelos brancos,...

...estás a ver aqueles esqueletos putrefactos estilo filme Indiana Jones?
Era igualzinha.

Foi aí, que disse uma asneira, de espanto...fod*-**.

PDuarte disse...

Já te sinto mais solta.
Assim sim.
É a Patti que eu sei que está aí.
Eu, por acaso, não digo palavrões no transito, porque não sei como reage o filho da puta do transgressor.
Só utilizo os palavrões no blogue, nos comentários da net e noutra situação que não vem a propósito.

PDuarte disse...

Blogue com 14 minutos de atraso.
Imperdoavel.

Patti disse...

pD:
Mais solta? Então, mas eu aqui falo sempre do que me apetece. Este até é um blog pessoal, muito pessoal.
Ou não concordas?

PDuarte disse...

Concordo. Claro que concordo.

Patti disse...

pD:
Eu sei, estava a brincar ctg.
Para mim, os palavrões ou posts como o da 'coisa', funcionam como escapes do dia a dia.
E abençoados escapes.
Espero bem, que toda a gente os tenha.

osátiro disse...

É uma vergonha esses narcisistas q se passeiam frustrados pels nossas estradas...

de dentro pra fora.... disse...

Pois é querida Patti até as moças "singelas" ás vezes perdem a compostura :))
Cá pra nós ..até alivia um kadito o stress..rss.. :))

ines disse...

fónix... para a próxima tira a matricula ao gajo, vamos todos dar-lhe "porrada"!