terça-feira, 30 de setembro de 2008

perguntas sem resposta [3]

foto sneakpeaks
É só uma perguntinha, básica mesmo. Simples interrogação nascida em mim num repente, após assistir, confesso que boquiaberta, a uma ‘conversa de gajos’, por assim dizer. Daquelas conversas de louras mas ao contrário, do tipo: performances masculinas e aptidões únicas, mulheres e seus formatos e texturas, engates e conquistas e palavrões que não vale a pena referir. Claro que também houve cervejas, bocas giras à empregada, que se pudesse lhes enfiava com os palitos nos olhos e futebol, nos intervalos da lascívia.
Assim e perante esta troca de bestialidades, entre três trogloditas muito machos, mas a quem a mãezinha ainda deve preparar o pequeno-almoço todos os dias, porque os ursos nasceram com uma deficiência congénita, ou seja, falta de alguma massa encefálica, aparece-me a seguinte dúvida: se alguns homens, reparem que eu escrevi alguns, tivessem menstruação, comparavam entre si o tamanho do penso higiénico, para ver quem usava o maior, não era?

37 comentários:

Vekiki disse...

Pois é Patti, infelizmente os seres do sexo masculino têm de beber ainda muito chá até conseguirem chegar aos nossos calcanhares. Nós sabemos apreciar, comentar e divertir-nos sem baixeza...os tamanhos, para eles, são um "trauma". Tens razão, haviam de comparar pensos e tampões...
Beijocas
Boa semana :-)

Patti disse...

Vera:
Alguns, só alguns.
Mas que ainda há espécies assim, ai isso há.

salvoconduto disse...

São esses alguns que estragam tudo, ainda havemos de ser uma espécie em vias de extinção por causa deles.

Xiça, estou farto de levar porrada!

Oh Vekiki, tenha lá calma, superior, superior, deve ser por causa do salto alto...

Abreijos para vocês todas

Gi disse...

Se eu contasse aqui uma história que se passou comigo ... devia ter levado um pensinho com abas para a troca de galhardetes.

Fatima disse...

Comparavam os pensos e os tampões.....
Há seres, quem põem sistematicamente em causa a sua espécie.......

Nina disse...

ehehehehe, será Patti que eles iriam comparar? eca!!!

Tretoso Mor disse...

Patti,

Concordo genéricamente com o Post, ou seja, alguns homens.

mas curiosamente, da parte dos homens, os comentários mais ocos que tenho ouvido, provêm não de malta com a nossa idade, mas de rapaziada nova!...
Questiono então, nós que os criticamos, mas somos os pais deles, não fizémos nada para evitar isso?...

Por outro lado, deixem-me dizer que os comentários sobre temas de sexo mais detlhados e "escabrosos" que ouvi, foram mulheres a faze-lo.
Aliás, nunca ouvi homens a falar de promenores sobre uma relação, como já escutei mulheres a fazer.
E garanto-vos que falo com conhecimento de causa, pois com a minha profissão, tenho de trabalhar com muitas empresas, e asseguro que as "piores" situações a que assisti e ouvi, tinham como protagonistas... mulheres!...

Como tal, Patti, acho que não é por se ter o período que se deixam de fazer certos comentários!... lol

Tretices grandes para ti

ines disse...

ahahahahah, bom dia,

Sabes o que acho, é que muitas das vezes esses comentários são o espelho das próprias aptidões! Quem é ... é! e não tem que o comentar!
Agora imaginá-los a trocar ideias sobre tamanho e espessura de pensos era lindo!!!

p.s. coutadinhos de alguns, se pedimos para nos comprar a pilula, ficam logo aflitos, nós se nos pedem preservativos, até escolhemos a cor, etc. e tal!

Patti disse...

Tretoso:
Não se tratou aqui de uma conversa de sexo, mais detalhada ou escabrosa. Isso não me afecta, cada um fala como entende.
As mulheres até podem ser bem mais pormenorizadas nessas conversas e ainda bem, porque só prova que evoluímos e falamos dos temas sem quaisquer complexos. Ao passo quer os homens ou se calam como é hábito, ou dizem barbaridades como as que ouvi. Mas o meu texto pouco tem a ver com sexo.
Aqui tratou-se da postura nojenta, acéfala e pré-histórica de como ainda muitos homens, sejam eles rapazes novos ou homens feitos e até velhos, ainda falam da mulher, como se ela fosse um trapo velho que só anda por aqui para lhes limpar a baba.
Ainda somos um país de machistas e sexistas e pelo andar da carruagem ainda vai demorar um pouco a mudar mentalidades.

Teresa Durães disse...

é conhecido que muitos homens não pensam com a cabeça mas com o pennis. E certamente comparavam os pensos

Justine disse...

Retrato cruel, Patti, mas infelizmente tão verdadeiro. Ainda há por aí muito desses trogloditas machistas. Mas também há cada vez mais homens dos outros, dos verdadeiros, dos que a gente gosta:))

Tretoso Mor disse...

Patti,

Mas o meu comentário também tem a ver com atitude!...

Tretices para ti

CLAUDIA disse...

Ahaha, de certeza que comparavam!
Já sabes que entre eles a garganta é enorme, mas nos "finalmente" nao sei quem leva os " pantalones ".Muitos têm de AFIRMAR-SE e infelizmente esse é a forma mais simples e rápida de o fazer.
Mas, esses "alguns" sao HOMENS???...

Ka disse...

Comparavam não só o tamanho mas a marca e tudo o que fosse comparável.

E de facto não há pachorra para esse genero masculino que julga que a mulher é um pedaço de carne...creeeedo!
E sabes, perante esse tipo de gentalha um trolha que manda um piropo é quase um ser inocente...

Filoxera disse...

É como dizes: há homens para tudo. E mulheres, também, já que parte do machismo dos homens provém da educação.
Beijos.

MrCosmos disse...

Patti,

Comento aqui pela primeira vez, depois de te conhecer os escritos a partir do Vila Forte. E para te dizer ou recordar, que como "Rapaz-Macho" (na minha juventude de puto chamavam isto aos rapazolas traquinas), nunca tive dúvidas:
Quem mais fala é quem menos come. Daí a necessidade de se afirmarem.
Já por outro lado, "cuidado com homem que não fale e cão que não ladre". São estes que as duas por três, partem a loiça toda...

E assim fica feita por aqui a estreia do Mr.

Cumptos!

MrCosmos disse...

PS: Meninas, não generalizem...

Se os homes são todos iguais, Porque escolhem Tanto, eim? ;-)

paulofski disse...

Infelizmente já conheci alguns assim e não me sentia bem perto deles. Basicamente é fruto de falta de educação, de respeito e de pudor. Às vezes nem se deve dar grande importância porque se nem as mães lhes ensinaram a ter bons modos, quem os irá ensinar agora. Um dia se apanharem pela frente alguém com "eles" no sítio e enfie um soco bem dado, os faça então comparar o seu novo look, o tamanho do tamponamento nasal e ainda sair a correr para comprarem uma fralda Tena para os cagufes. Aí sim os gajos aprendem a ser machos.

Patti disse...

Mrcosmos:
Bem vindo ao Ares.

Paulo:
E 'mai nada. Mas eu já li hoje no Gugas Reader que te faltava a inspiração. Olha que não dei por nada, depois deste comment.

Pitanga Doce disse...

Ó mulher! Que comparavam o quê??
Já viste um homem resfriado?

Se eles tivessem menstruação MORRIAM !!!!

hahahahahahahahahahahahahahahahhahaha

Patti disse...

Pitanga:
Que espectáculo de comentário!
Hahahahahahahahahah. Está fantástica a comparação. Lindo, mesmo!
Hahahahahahahahah

1/4 de Fada disse...

Há realmente espécies de homens-trogloditas que são uma desgraça que devia ser banida da face da Terra mas também têm a sua contrapartida em algumas mulheres que para lhes equivalerem só lhes faltam os pêlos no peito e se calhar só não os têm porque fazem depilação, porque já ouvi as conversas e os comentários a que te referes de um e de outro lado! Mas uma coisa é certa, conheço muito mais homens/desgraça do que mulheres... E como convivi sempre mais com o sexo oposto e tenho uma vasta experiência de ouvir conversas, sei que o que aqui contas é verdade. Basta observar o que se passa na rua: todas nós sabemos o que é passar por um grupo de homens juntos, regra geral ficamos com as orelhas a arder, e não é preciso que haja um prédio em obras próximo, as bocas mais ordinárias que ouvi foram de um homem da idade do meu pai com ar de pertencer à classe dirigente do nosso país. No entanto, as raparigas estão a tentar inverter este costume, infelizmente no mau sentido da coisa, porque já há cada vez mais rapazes adolescentes a queixar-se de serem assediados de formas incríveis. Quando digo isto, estou a falar de casos que conheço, e atenção que estou longe de ser pudica, uma coisa é a igualdade de iniciativa entre sexos, outra coisa é o assumir do comportamento que nós mulheres criticamos no sexo oposto pelas novas gerações femininas.

Patti disse...

Fada:
Das mulheres de hoje e do seu comportamento burro e de copiarem dos homens só o que eles têm de mau, já foi um post qeu fiz e que deu pano para mangas. Também lá comentaste e muito bem, por sinal.

Hoje é só mesmo de trogloditas e também concordo que ainda há mais homens/desgraça que mulheres.
Mas muitos outros estão e são diferentes e ainda bem.

Rita disse...

E eles ainda pensam que têm muita saída com as mulheres e que são muito sexys e mais não sei o quê. Ainda não houve nenhuma mulher que se tenha rido na cara deles. O pior é que eles acham-se tão que provavelmente nem percebem quando uma mulher os olha com desdém, desprezo ou mesmo nojo...
Jokas

Ka disse...

Patti,

Agora lembrei-me que aos mais velhos uma depilaçãozita (digo aos mais velhos pois já há muito homem a fazê-la) faria milagres :)

carlota disse...

Alguns...mas ainda são muitos e não me parece que estejam em risco de extinção.
Depois o que me irrita é precisamente a mãezinha que faz o pequeno-almoço a estas bestas sem massa encefálica...
E com isto faço a seguinte pergunta:
Porque existe sempre uma mulher a amparar estes "gajos"?
Não seremos nós mulheres (aqui falo de forma generalista) culpadas de estes especimes existirem? Não seremos nós a contribuir para eles se cultivarem na bestice???
Ui já fiz mais que uma pergunta...exagerei, mas realmente estes "gajos" irritam-me!

f@ disse...

LOL...
Seres humanos!?...
Beijinhos das nuvens

BlueVelvet disse...

Embora lamente dizê-lo o grande problema desses homens é existirem mulheres que os aturam.
Para mim vêm de carrinho e vão de patins.
Beijinhos

PDuarte disse...

não sei se comente...


humm...



bom...




há gajos, e não são tão poucos como isso, que passariam a comparar o tamanho dos tampax.



pronto.

LeniB disse...

Pilax...o novo penso higiénico para homens. Use e relax.
Que tal te parece?!
ahahahahah

O Pinoka disse...

Bem, isto é que tem sido um linchamento e tanto.
Convêm não generalizar, tal como referes e bem no post, há alguns homens que são de facto assim. Agora deixa-me dizer-te que temos aí uma geração de meninas que cuidado, conseguem fazer uma concorrência feroz. Quanto a linguagem envergonham qualquer servente a ladrilho.
De qualquer forma acho que a afirmação pelo tamanho seja do que for é algo que nasce com grande parte dos homens. Já algumas senhoras têm um problema maior com a numeração. Neste caso quanto maior for o numero seja do que for melhor, seja sapatos, malas, ou até em alguns casos, piropos dos tais trogloditas.


Beijocas


P.S – A minha mãe fazia-me sempre o pequeno-almoço enquanto solteiro. E eu gostava tantooooo….

pedro oliveira disse...

Lembro-me que quando andava no liceu, havia grupinhos de rapazes e raparigas que faziam questão de ter conversas digamos, sem jeito, só para tentar demonstrar que sabia muito da "coisa", mas na verdade era só publicidade enganosa.Essas conversas da treta entre rapazes e raparigas valem o que valem,ie,zero!
Acho nesse como noutro tipo de conversas(carros,perfumes,lingerie,rados dos gajos,mamas das gajas)estamos empatados(machos e fêmas).

E como diz o meu amigo Mr.cosmos, quem fala muito, come nada.coitados(sim, esse coitado de corno)

Jotabê disse...

Uma pergunta destas só deveria ser respondida por gajos, à luz da mentalidade masculina.

Se um gajo tivesse menstruação, primeiro, nem penso higiénico usava; segundo, o mais certo era verter essa menstruação atrás de alguma árvore, e por fim, se tivesse de comparar alguma coisa com um outro gajo menstruado, seria, qual dos dois lançaria o jacto de menstruação mais longe.

:|

jocas

Cecília disse...

Huuuum.....
Observação empírica rigorosa, argumentação válida, retórica interessante.......
Meto mãos a caminho do teclado, na busca de respostas.
Googleando de teoria em teoria, acho que encontrei a explicação de tais comportamentos:

"À medida que envelhecemos, algumas hormonas entram em rápido declínio, que ocorre paralelamente ao surgimento dos sinais e sintomas de envelhecimento. Isto inclui a hormona de crescimento humano, melatonina, DHEA, testosterona, e estrogénio"

(Pois....aposto que "os gajos" da conversa andavam acima dos 40, certo?? - continuemos...)

"Testosterona (e outras hormonas equivalentes) nos dão vigor sexual, constroem músculos, pele e ossos, mantêm nossas mentes aguçadas, protegem nossos corações e nos ajudam a sentir e a sermos atraentes"

('Tão a ver?? A culpa é das hormonas...à medida que "os gajos" envelhecem, as mentes tornam-se desaguçadas, ficam e sentem-se menos atraentes - logo, são capazes de protagonizar cenas destas....mas ainda não é tudo...)

"A hormona tiróideana nos mantém vigorosos e em boas condições. Como as outras hormonas mencionadas, nos ajuda a queimar gordura, mantendo, neste caso, as óptimas condições do nosso metabolismo. Aquele pneu que se desenvolve em nossas barrigas, na meia-idade (obesidade central), tem muito a ver com o declínio dos níveis hormonais, freqüentemente uma das principais razões das dietas não funcionarem!"

(Pensavam que era a cerveja??? completamente enganados!!....e finalmente, a resposta à pergunta)

"À medida que nossos níveis de hormona do crescimento encolhem, nós também encolhemos"

(ora cá está a razão da falta de massa encefálica - encolheu - e a preocupação com os tamanhos!!)

Conclusão: "Repor as hormonas que diminuem com a idade,(...), é tão importante quanto restabelecer os níveis normais de insulina a um diabético." - Ronald Klatz, M.D., Presidente da Academia de Medicina Antienvelhecimento.

Ou seja, Patti, da próxima vez que se encontrar com "espécimes" destes, não critique, ajude-os a procurar um médico!!!

Patti disse...

Jotab~e:
Jacto? Acho quase impossível.

Cecília:
Mais uma vez fantástica e que pesquisa exaustiva essa. E se essas hormonas viessem nos ingredientes do leite materno, era tão bom!

Cecília disse...

Vir, até vêm, agora ingeri-las depois dos 40 é capaz de ser um pouquinho mais difícil...mas deixe estar que hei-de pesquisar sobre isso...rsrsrsrs

sonia disse...

O problema dos homens é que já nascem com um complexo de inferioridade do qual não conseguem se livrar a vida inteira. Daí estarem sempre comparando o tamanho do balangandã.