sábado, 1 de novembro de 2008

[13] ´tou no ir...de fim de semana


Será, que se tivéssemos espalhado pelas nossas ruas esta ideia fantástica, que alguém se lembrou de inventar, seríamos menos porcalhões?

O que seria dos nossos passeios e ruas, sem pastilhas elásticas e beatas de cigarros pelo chão?

Imaginem lá os tugas, com coisinhas destas distribuídas pelo país...eu acho que ia resultar.

'Bora fazer uma petição?


20 comentários:

Si disse...

Ideia fantástica.
E muito sinceramente até acredito que os tugas aderissem e os utilizassem. Também nunca se pensou que a reciclagem fosse um comportamento a adoptar como sistemático e, no entanto, já faz parte do quotidiano da maioria e os depósitos especializados já proliferam, desde pilhas, electrodomésticos ou colchões.
Só tem um senão - qualquer Câmara Municipal que pretenda colocá-los, terá sempre que adquirir o triplo da quantidade necessária, para garantir a substituição dos equipamentos, até que os vândalos habituais se cansem deste novo "brinquedo"

Pitanga Doce disse...

E depois mandem pra cá. Cigarros nem tanto,porque aqui fuma-se bem menos que aí. Talvez pelo clima, sei lá. Mas chicletes...quando colam nos sapatos! urhg!

bom de fim de semana
Aqui chooove!

Gi disse...

Quem já, habitualmente, põe o que deve ir para o lixo no lixo e não no chão, ou noutro sítio inadequado, não precisa deste equipamento.
Aqui em Portugal seria mais um equipamento para ser vandalizado; haverias der pastilhas por fora e marcas de beatas apagadas neles, para além de outros feitos imperfeitos.

Essência Pura disse...

Quando a petição estiver pronta, estenda-a ao Brasil que eu assino junto e minha família e amigos tbem...

Feliz sábado

Miriam

Reflexos disse...

Eu até acredito que o Tuga ia aderir nos primeiros dias e depois destruir nos seguites ;-)

JC disse...

Bom fim de semana. E bela ideia.

salvoconduto disse...

Subscrevo por baixo com bilhete de identidade!

Paulo Tomás Neves disse...

Belíssima ideia!

Até porque, não se podendo fumar dentro dos estabelecimentos, com a malta toda a fumar às portas bem que podia haver um cinzeirinho institucional para evitar o lixo anterior (a pastilha que se masca para enganar a falta do cigarro) e posterior (as beatas que teimam em não se dirigir por si só para as "igrejas", vulgo cinzeiros)

Bom fim-de-semana

Paulo Cunha Porto disse...

Eu alinho, Querida Patti! Pisar uma pastilha elástica é a segunda ou terceira pior coisa que pode acontecer a um Homem, se abstrairmos de perdas familiares, ou tragédias quejandas. Certa vez, em Londres, num centro comercial da moda, pisei uma. E quando passava as passas do Algarve, tentando raspar aquela pegajosa porcaria na borda de um degrau, fui imaginado como um jovem deficiente estrangeiro em dificuldades, por um Cavalheiro, o qual, antes de eu poder dizer três vezes pingamonhamangaba, me deu o braço, fez descer dois degraus e me brindou com um sorridente "here you are!".
Que pastilha!
Beijinho

BlueVelvet disse...

Acho que talvez resultasse porque são divertidos.
Já os Ecopontos, sempre cheios de lixo à volta, quase nos impedem de lhes chegar e no meu caso, estão longíssimo de casa.
Bom fim-de-semana

Miepeee disse...

E uma boa ideia, mas nao sei se o investimento ia compensar ou ate mesmo trazer prejuizos, na medida em que possivelmente muitos iam ser destroidos.
Bom fim de semana.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sinceramente, sou muito céptico. Depois de ver como as pessoas se comportaram em relação às campanhas contra o cocó de cão, passei a acreditar que para além de evntualmente tomarem banho todos os dias, são geneticamente badalhocos. Civismo? O qu é isso? Aprender a não pagar impostos?

PS: Esta musiquinha tm um cheiinho outonal encantador! Antes de ir ao cinema ainda vou fazer uns scones e preparar uma chaveninha de chá. Bem, se calhar é má ideia... ainda acabo por trocar o Gomorra por uma sessão caseira de DVD.

Filoxera disse...

Sim a,té se podia fazer. Mas já existem caixotes do lixo e ele continua a ser deitado para o chão...
As mentalidades são resistentes à mudança. Compete-nos incutir, nas nossas crianças, novos valores.
Beijos.

de dentro pra fora.... disse...

Boa ideia sem dúvida..

Coragem disse...

Onde tenho de assinar?

Mesmo assim, creio que, por mais que houvessem espalhados pelo País, a maior parte ainda preferia o lugar tradicional...o chão.

Bom fim-de-semana para ti

Luísa disse...

Patti, uma coisa de cada vez. Se inundamos o mercado de petições, não há quem compre. O melhor é, primeiro, atacarmos os contentores. Depois, vencida essa guerra, atacamos as beatas e as chiclets. Mas pode, desde já, contar com a minha assinatura e o meu incondicional apoio à causa. ;-D

SONY disse...

Patti,
sinceramente acho que essas máquinas não iriam resultar aqui no nosso país pelo menos nos próximos anos. A nossa população não está "educada" ou não quer estar, para estas modernices que secalhar noutros países fazem parte das ruas e continuam limpinhas e novinhas em folha e a serem usadas diariamente.

Repara, se há sitios em que o banco de uma paragem do autocarro é arrancado!!! Como vamos falar em máquinas destas???

Pode ser que um dia as possamos ver em Portugal...talvez um dia.


Jito,

sony

*por ora acho que o nosso governo tem onde gastar (os € que não gasta)em coisas no meu ver também muito importantes.

Usemos os nossos caixotes do lixo!!

P.S- Sony 100% a favor do desenvolvimento nacional.

Sónia Pessoa disse...

parece-me uma óptima ideia e acho que cá, só por ser novidade, a moda até pegava... beijinhos e boa semana

Rita disse...

Eu não acredito que funcionasse. Qual seria a diferença entre pôr a pastilha neste ou num normalíssimo para o lixo? Dá o mesmo "trabalho". Ainda se a máquina desse alguma coisa em troca...Eu às vezes tenho os bolsos e a mala cheios de papeis porque não encontro um caixote mas ainda hoje à minha frente ía um Sr. (Pig) nas sua viatura que descansadinho da vida abriu a janela e lá veio para fora o papel do maço de tabaco. Tive ganas de lhe bater mas ele tinha cara de Serial Killer...
Jokas

paulofski disse...

Bora lá com essa petição.