segunda-feira, 3 de novembro de 2008

algumas certezas


Sentia falta de encostar o nariz na vidraça e saber que apesar do céu limpo e do sol alto, estava frio lá fora.

São os melhores sábados do ano, aqueles que se levanta mais tarde da cama quente, veste o roupão branco e fofo e liga a música baixo para não despertar a casa. Passeia de meias grossas, rega as plantas, prepara o leite morno com mel e volta para a cama onde lê tudo e se espreguiça até onde lhe apetecer.

Que saudades dos vestidos de malha fina que se vestem com collants opacos, dentro de botas altas e que com pashminas longas de angorá, leva a almoços tardios de sábado, com amigos.

Os melhores raios de calor são os da quatro da tarde, que a faz fugir das sombras finas que nesta época descem cedo à terra, escolhendo os cantos da rua que o sol vem aquecer.

São dois eclairs, duas broas de erva–doce, duas delícias de amêndoa com ovos moles e pode acabar de encher a caixa com aqueles bolinhos de chocolate cheios de compota cor-de-rosa. E já agora, um bolo-rei pequeno, se faz favor.

No fim da tarde, arranja-se o tabuleiro grande que se trás cheio para a mesa do sofá. Aquece as mãos geladas em chávenas de chá preto e belisca aqui e ali, com os olhos fixos no filme que passa na tv e que a faz rir e chorar.

Enquanto lhe derretem na boca pedaços de alcaçuz com recordações de infância, de lareira já acesa, com a manta de pelo grosso encostada a si e com aponta do nariz sempre frio, tem mais uma vez certeza que pertence muito mais a esta época do ano do que a outra qualquer.

33 comentários:

Vekiki disse...

eheheheh...tu e os teus tempos frios. Nã...não me convides! Gosto das linhas que escreves sobre o frio, até consigo reconhecer alguns destes gestos e sentir algum conforto, prazer mesmo...mas quem me tira o calor, o Sol a queimar, o mar a bater-me nas pernas...eu sou do calor!
Beijos morninhos para ti. Vou-me deitar com uma caneca de chá de cidreira e mel e o Hotel Memória (até à página 74!).
;)

R.L. disse...

:) a mim dá-me mais para dormir. digo que vou ler, leio duas páginas e pimba.

mariam disse...

Patti,
entrei nesse texto, movimentei-me naturalmente por todo ele... de tão familiar! OBRIGADA... por escreveres assim!

as mãos na chávena,,, até o nariz!
(vestidos é que nem por isso.... calças, corsários e muitas botas!)

boa semana
um grande sorriso :)

mariam

Pitanga Doce disse...

Tirando todos esses bolos, acabas de definir os meus sábados, aí. O meu chá preferido também é o preto e compota, tem que ser de morango. Mel, não vai lá. Agora, manta enrolada no sofá e um bom filme... E se a chuva fizer barulho na calha da varanda?

Houve uma época em que chegávamos a ter o relógio para despertar às mesmas horas da semana só para ter o prazer de virar para o lado e ficaaaaar...

Ó Patti, não faças isso!

salvoconduto disse...

"São dois eclairs, duas broas de erva–doce, duas delícias de amêndoa com ovos moles e pode acabar de encher a caixa com aqueles bolinhos de chocolate cheios de compota cor-de-rosa. E já agora, um bolo-rei pequeno, se faz favor.!"

E depois aqui d'el rei que tenho que ir para o ginásio castigar o corpo ou até, que a culpa é do Outono...

Ada disse...

Patti minha cara, uma afinidade com esse texto, com essas palavras, com esses ares que pairam no blog. Gostei imenso. Obrigada, vou te seguir.

Gi disse...

Brrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr!
Eu sou mais uma gata siamesa.

Miepeee disse...

Tenho que ver se nao tenho camaras la por casa....tu andas a vigiar-me :)
Beijinho.

Si disse...

O frio também me deixa bem disposta, se for acompanhado daquele sol em atmosfera límpida, que se torna mais luminoso que o de Verão.
Agora o enroscar no sofá, com mantas de pelo, meias e cházinho ao fim da tarde, esse é o meu ritual familiar ao Domingo, a saborear a última preguiça antes do início da semana....

Ora bolas! Ainda é 2ª feira....grrrr

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Oh não! Eu não gosto mesmo do frio e nem o magnífico cenário que descreve me acalenta a alma. Um chazinho com scones na Estalagem da Raposa, com a lareira acesa e uma boa companhia, ainda vá que não va, mas duas vezes por ano chega.
Eu sou de climas quentes ( bem, digamos que temperados, porque o calor excessivo também não me agrada...) com dias longos e jantares na varanda a despedir-me do sol. O Inverno deprime-me. Aliás nota-se um bocadinho nos últimos tempos lá no Rochedo, não é? Que venha a Primavera, já!
Boa semana

pedro oliveira disse...

O meu fds foi dividido entre Porto de Mós, casa dos pais e Coimbra, casa dos sogros.As broas de frutos secos ,a lareira,o moscatel de Setúbal e umas boas gargalhadas em familia foram marca deste fds.

Boa semana à vizinhança

Teresa Durães disse...

ena, já a antecipar o inverno?

Ka disse...

Olha lá, mas tu afinal gostas de chá???? :P

Gotei da tua descrição é apesar de gostar de algumas coisas desta altura do ano, comigo é mais calor e sol!!!


Beijosss e boa semana

Patti disse...

Ka:
Chá preto é chá!
Agora chás amarelinhos tipo tílias, camomilas e coisas afins, não é chá é xixi.

Laura disse...

Fizeste-me recuar a tantos sítios e aromas...

Nina disse...

Ahhh que delícia de descricao! até eu senti saudade do que nunca vivi antes de vir pra cá...

patti vc é poeta!

Rita disse...

Ontem, ainda não tive a lareira acesa mas bebi um cházinho preto acompanhado de uma fatia de Bolo-Rei e que bem que me soube...
Jokas

1/4 de Fada disse...

Eu adoro os dias frios, como tu descreves. Já ando com saudades de uma tarde passada no meu sofá preferido, enrolada numa manta, de chávena de chá ou de chocolate bem quente e com um bom livro, esquecida das horas... Infelizmente, o cansaço é tanto que nem ler consigo, o que é muito mau sinal. Prometi juntar um grupo de amigos em minha casa para festejar o S. Martinho como deve ser e nem sei se vou conseguir cumprir a promessa...

ines disse...

eu é mesmo a salamndra, e como está no hall do andar dos quartos (ca chique)não dá muito para levar o tabuleiro do chá! Esse tomo-o a qualquer hora! De qualquer forma, agora aos domingos é sempre o queijinho, o tinto, a castanha assada e ao deitar a bela da canjinha!

beijo grande

Pitanga Doce disse...

Se quiseres já podes ver as respostas.

Tretoso Mor disse...

Patti,

prefiro de longe o calor, mas mesmo com frio, desde que haja água por perto, etá óptimo.

Depois de vr da praia, trazendo a canoa sobre as rodinhas, depois de a lavar com água doce, com os pés gelados, é bom chegar a casa, entrar na banheira com água quente, vestir um polr depois do banho e sentar-me a lanchar acompnhado de um chá bem quente, uma café, ou um chocolate quente.

tretices aconchegadas para ti

O2 disse...

Que cenário deliciosamente aconchegante... o texto está realmente diferente de todo este calor que sinto, aqui o filme é definitivamente outro, de qualquer modo, quase te consigo ver!

Sim, é aquela velha frase, como sempre, adorei o texto... lembrei-me de imediato de Sintra, de outras paragéns, outros cheiros, outras luzes, outros mundos.

Beijo doce.

PS: qd tiveres tempo, compra uma queijadinha para mim sim? Lá no café da Natalia tem umas frescas que são realmente tudo o que eu queria agora, aaiiii :)

cristina ribeiro disse...

Que post aconchegante, Patti...

paulofski disse...

Hummm... levantar mais tarde da cama, leite morno com mel, voltar para a cama e chá preto!!!Ui... só se estiver doente! Mas com tão fina doçaria é remédio santo, fico logo bom outra vez.

FM disse...

A imagem da saudade tempera sempre "melhor" o "presente"...
Beijos.

Coragem disse...

Eu apenas substituo a lareira, pela salamandra :)

Como eu adoro os fins de semana tal e qual, como o que acabaste de descrever...

Filoxera disse...

Coincidência!
Começou agora a chover...
O texto é lindo e transmite conforto.
Beijos.

joana disse...

Bem eu goto muito das coisas que escreve,e revi me em cada linha deste texto.
Beijinho e boa semana

BlueVelvet disse...

Tu e as estações frias.
Claro que adoro tudo o que descreves aqui. Mas isso é o bom do Inverno. Alguma coisa tinha que ter:)
E claro que chá é chá. O resto são tisanas.

Justine disse...

Que cheirinho bom que vem daí, a chá, a lenha queimada, a bolos quentes...
Então e a companhia do gato? Só faltou deixá-lo saltar para o teu regaço:))

claudia disse...

Hmmm, que inveja boa!!!
Ler este post hoje, ás 4 da tarde, com um tempo frio aqui por Madrid... estás a provocar-me, ai estás , estás!!!
bjos

Paulo Cunha Porto disse...

Querida Patti,
também amo o frio, desde que seja seco; da chuva e do vento não gosto. E isso porque sofro muito com o calor e, se é sempre possível pôr mais um casaco, tirar a pele não é muito viável.
É interessante ver uma Senhora gostando do frio, contraria a tese que coloca a Mulher entre os animais que hibernam.
Beijinho

Fatima disse...

Pois eu gosto muito mais do calor, do Verão.
Mas..... adoro chá desde que não leve açucar! Gosto de todos excepto camomila.... aquele cházinho de maracujá por exemplo..... e uns biscoitos vêm sempre a calhar....