quarta-feira, 23 de abril de 2008

o que mudou na minha vida depois do Euro 2004


Descobri que a Beatriz tinha crescido, depois do Euro. Já estávamos em Lagos de férias, quando: Oh mãe, eu queria tanto ter uma t-shirt do Cristiano Ronaldo! QUÊÊÊÊ, consegui dizer eu, depois de ter tido um afrontamento, ficado com tonturas, perdido dez anos e entornado o chantilly do crepe para o meio do chão. Vá lá mãe, é para eu depois ir aos jogos com o pai ! Ele é tão lindooooo! Ai, que eu já não estou nada bem. ' Tás a brincar comigo? Lindo? Não gozes mãe, tu também gostavas dum que se chamava Simon Le Bon! Fala baixo, olha que me conhecem aqui! Queres comparar um com o outro? Beatriz, essa excitação toda deve ser por causa do Euro, depois passa-te. Não passa nada mãe e até tenho o dinheiro!

Mesadas! Malditas ideias as minhas, de autonomia e responsabilidade precoces. Eu, pouco mais velha que ela, também queria ter tido umas calças de ganga ruças, justas, sujas e rasgadas, mas nunca quis andar com uma t-shirt com a cara do Demis Russos, não é?

Mas, não preferes uma das Bratzs, filha? Oh mãe, que horror, isso é p’ra miúdas!

Miúdas? Eu não estou a acreditar nisto! Estas mudanças são assim sempre tão repentinas? Não me podiam ter avisado um bocadinho antes? Pronto, logo vamos ao centro de Lagos e procuramos. Horríveis. Poliéster. Enormes. Folclóricas. Caríssimas. Na loja nem pensar! Oportunistas.

Mas como não quero uma filha frustrada e fases são apenas fases que depois passam num ápice, tão rápidas como chegaram, lá fui eu regatear com a cigana da feira de sábado de manhã; leve rica filha, leve que é da moda meu amor, é da moda meu anjo, minha cara linda. E quem não vem aqui, não é da móóóóóóóóóda, berrava ela. Ai benza Deus, minha senhora, benza Deus!

Quatro anos depois, ela agora já com 12, ainda ando p’ráqui a arrumar biberões, sacos de fraldas, chuchas, bisnagas de halibut, alfinetes-de-ama, corpetes, resguardos, cueiros, babygrows e a pensar, mas afinal o tempo passou quando, que eu nem dei por isso?

Por via das dúvidas, vou deixar de parte dois biberões, um par de fraldas e um babygrow, porque pode ser que ela depois precise, coitadinha, ainda é pequenina, não é?


23 comentários:

Pitanga Doce disse...

Ai o que eu já ri com esta tua cigana! "rica filha, ó cara linda"!hehehehe
E se for do norte é "anda cá amore, anda cá que esta foi feita mesmo pra ti".

Ó Patti tu és uma mãe da móóóda!
Só te falta o microfone e os edredons de folhos. hahahaha

beijinhos

Gi disse...

Pelo menos escolheu o Cristiano Ronaldo ... pelo menos ainda marca pontos no CLUBE dele, que se ele trabalhasse na Selecção como trabalha para o Clube ganhávamos logo antes de começar o Euro 2008.
De qualquer maneira, se tiveres comprado a camisolinha bem grandinha, ainda lhe serve agora :)
Imagina se ela tivesse pedido a camisola do Figo ou do Rui Costa!!!!

Ev@ disse...

Qualquer dia a tua "bébézinha" está a sair de casa à meia-noite, para ir com o namorado à Discoteca.Ahahaha isso é que eu quero ver!!!! Arrumas de vez o biberão e o babygrow.
O rapazinho que marca golos é meio chungoso, mas a miuda até ficava gira com a t-shirt.

Ka disse...

Adorei este texto..adorei !!!

Eles crescem num instantinho não é?
E nessa fase deve fazer ainda mais confusão pois a argumentação começa a ficar desconcertante :)

Beijinho

ps - tens uma forma de escrever genial :D

Patti disse...

Pitanga:
E já agora vender bifanas e imperiais! São giras as ciganas não são?
Já te fiz rir hoje, ainda bem.

Gi:
Ainda lhe serve. Felizmente.
E ela ainda a adora. Infelizmente

Eva:
Lá vens tu cisne/gazela a picar-me.

Ka:
Então, se tu os educas para pensarem pela própria cabeça e a fazerem os seus próprios juízos..... mas continuo a pensar que é a melhor via.
Fico contente que gostes de 'me' ler. É recíproco.

claudia disse...

...Isso, guarda, guarda...á velocidade que passa o tempo vai-te servir para os netos!!!
( o que fui eu dizer??? nao me bloqueies do teu Blog!)

eheh
bjos

Nina disse...

Esses filhos nos aprontam cada uma, é verdade. Agora a minha tá tomando consciência da importância de economizar a mesada. Quer comprar um laptop, e começou a guardar todo centavinho que aparece. Vai demorar um pouco, mas ela há de conseguir, assim espero...
Bjs Patti e tbm na sua Beatriz

Olá!! disse...

Também tenho uma caixa cheia de coisas "inúteis" de quando eles eram mais pequenos
A camisola do Deco, essa consegui deitar ao lixo sem sofrimento...

Passa rápido demais :))) temos de aproveitar todos os momentos.

annie hall disse...

Ela tem agora 12 anos....tenho pena de si...os piores anos chegaram :))))
P:S: guarde a tralha toda , quando crescem adoram ver como nós fomos patetas e guardams tudo :))))

de dentro pra fora.... disse...

Pois só nestas ocasiões nos damos conta de que eles crescem,e como crescem...mãe do céu..
ainda ontem andavam ao colo,...e agora já querem saír á noite...

Quanto aos biberons, e outras tralhas mais...porque não arranjar um irmãozinho á Beatriz,...e dar uso a essas coisitas novamente...


(ui! que ela ainda me mata pela sugestão)

Beatriz disse...

Cristiano Ronaldo Forever=D
ihihihihih!!

E ele continua linda, mãe! E a T-Shirt ainda me serve! :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Dei por mim a concordar com o conselho da Annie Hall.
Fugimos do presente à procura do amanhã e um dia, quando olhamos para dentro, só vemos o passado.

Coragem disse...

oh patti, ehehehhe como imitas bem a ciganinha,
Pois parecem-nos pequenas (ainda são)para nós serão sempre.
A minha Beatriz com menos 2 anos, conta-me as novidades todas sobre o amor que sente por um principe André, bem que lhe peço, filha tem dó...
-Mãe ele é tãaaaaaaao lindooooooo
É isto que nos poe velhotas ahhh pois é.
Girissimo o texto, beijinho

LeniB disse...

Eles crescem tão rápido que nem damos por isso. Parece que ainda foi ontem que mudei as fraldas à Beatriz.
Aproveita...que a adolescência está a beter à porta com a força toda, não tarda nada.

M&M disse...

guarda tudo, tudo que elas / nós voltamos sempre. mesmo quando saímos de vez.
faz tanta falta o colinho da mãe...

e depois...inda falta tanto tempo para a tua menina sair.

Rui Caetano disse...

Muita piada sim senhor.

JOAO MARIA disse...

fartei me de rir com esta historiae como a contas lol

Patti disse...

Cláudia: netos? Mujér que pasa? me pones loca, mareada!

Nina: dar valor ao dinheiro, principalmente quando o temos é uma virtude.

Olá: e aproveito, estou sempre por aqui.

Annie: acho que cada vez vão ser melhores.

De dentro para fora: Ai meu Deus!

Beatriz: o que é que andas aqui a cuscar? Sua pirosa!

Carlos: eu vivo muito o presente, mas levo sempre o passado comigo.

Coragem: velhota ainda não, mas que o tempo anda a correr, lá isso anda.

Leni: e eu aos teus!

M&M: guardo, guardo. Eu gosto tanto de ver as minhas e ela também vai gostar de ver as dela.

Rui Caetano: bem vindo.

João Maria: olha também eu, isto só dá mesmo é para rir.

Já sabem que eu gosto de deixar os comentários a derivar por aqui abaixo com poucas intervenções da minha parte. Mas hoje abri uma excepção e respondi a todos.

Sunshine disse...

Crescem rápido demais!!! E ainda por cima isso acontece na altura em que trabalhamos, os depositamos em creches, chegamos a casa cansados e não temos o tempo que queríamos para aqueles abraços dados com braços rechonchudinhos e para aqueles beijos lambuzados!
Procuro aproveitar o tempo com eles ao máximo, porque sei que um dia vou ter saudades...até das birras!
Beijinhos

Blue Velvet disse...

Embora correndo o risco de repetir uma coisa que já aqui foi dita: o que já me ri, sózinha, a ler-te.
Pareço tontinha.
Acompanhada pelo som dos carros da polícia na rua, e o cheiro inconfundível da Big Apple.
Mas para que não penses que só à tua filhota é que lhe deu a louca há 4 anos, eu até quase subornei um polícia:))))
Ora ouve:
No dia da final, fui para casa de uns amigos para assistir ao jogo.
Havia petiscos, Kaipiroscas, enfim, um pagode.
Mas uma condição : tinhamos que ir de cara pintada e com a t-shirt da selecção, que obviamente eu não tinha.
Quanto aos lápis para me pintar a coisa foi fácil, embora me tenham custado os olhos da cara. Já as malditas t-shirts estavam esgotadas.
Liguei para todo o lado, fui até às lojas dos 300 ( naquela altura ainda ia), enfim estava disposta a tudo para conseguir a t-shirtezinha.
Até que houve alguém que me disse, que a haver, só numa loja no Estádio José Alvalade, onde, para minha desgraça era a final.
O trânsito estava condicionado e parar o carro nem pensar.
Fazia um calor de morrer, eu de ténis e mini-saia e um topezito. Mesmo junto ao Estádio, abrando, olho para a cara dos vários polícias e páro junto do mais novo e que me pareceu mais simpático.
Expliquei-lhe o meu problema, fiz beicinho e conversa para lá conversa para cá diz-me ele:
Bem, eu até a deixava ir, mas o problema é que lhe rebocam o carro e além disso tinha que me trazer uma para mim.
Respondo eu: Se o Sr. Agente ( adoram que os tratemos por agentes. Guarda nunca!), me ficar a tomar conta do carro, não rebocam, e trago claro. Tome, deixo-lhe as chaves e tudo.
E antes que ele tivesse tempo de me responder, arranquei a correr em direcção ao estádio.
Na loja, quase que se andava à estalada por causa das últimas t-shirts que restavam.
Lá consegui um top para mim, e uma t-shirt para o polícia.
Nem te digo quanto paguei.
Arranco a correr outra vez para o carro, e o Sr. Agente tomando conta dele!!!
Entreguei-lhe a t-shirt ( que lhe ofereci), e diz-me ele:
Bem, a menina foi tão simpática, podia dar-me o nº do seu telemóvel e oferecia-lhe um lanchinho.
Pois!
Então não dou? Claro, tome lá nota.
E dei. Por distracção, devia ser do calor, os 2 últimos algarismos sairam trocados :)))))
Imagino para quem terá ele ligado!
Ainda hoje me rio desta história, embora não tenhamos ganho.
Desculpa o post ( aqui é para comentários, não é RSRSR?), mas não resisti.
Quanto à velocidade com que os nossos filhos crescem, prefiro não falar.
É exactamente por isso que estou em Nova Iorque. Um dia, conto-te.
Ah, só mais uma coisinha:
Lagos e a praia da D. Ana foram o meu local de férias durante toda a minha infância e adolescência.
Mais uma coincidência a apontar.
Bye bye, sweetie

Patti disse...

Blue:
Coisas tão doidas que fazemos, não é?
'Tou mesmo a imaginar a cara de parvo do Sr. Agente quando tu lhe deste as chaves do carro para a mão.
E tu a correr de mini-saia e de top? 'Tou farta de rir!
A minha casa em Lagos é pertíssimo da praia da D. Ana.
Olha lá, mas eu já não te vi em algum lado? De certeza? Hahahahahaha

james stuart disse...

Simon Le Bon..????
(a miúda tinha razão)

Tite disse...

Cara patti,
Foi a primeira vez que aqui vim e estou deliciada a ler os teus posts.
Todos bem deliciosos por sinal...
Mas esta de guardar os biberons e babygrows ...just in case, não está com nada.
As princesas hoje em dia já nascem crescidas.
Tenho 4 netas: Sofia de 6; Rita de 5; Marta de 3 e Maria de 8 meses. Só esta não faz charme para tudo o que é macho.
Com 12 então... não dá!!! Esquece a bebé-menina que ela foi e vê como desabrocha linda e promissora.
E já agora termino com a aprovação da escolha da tua princesa.
CR7 pois claro!!!!
Abraços leoninos